Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Putin: Temos de fazer o próximo passo

19.05.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Presidente Vladimir Putin deixou bem claro as suas intenções para os próximos anos: de desenvolver a Federação Rússia e a sua sociedade civil, assegurando a continuação dos mecanismos democráticos, no seu discurso sobre o estado da Nação na sexta-feira.

Afirmou que nos últimos três anos, problemas acumulados foram atacados, problemas estes forçados sobre o executivo numa base quase diária, de acordo com o presidente. Porém, considera que chegou a altura de prosseguir o rumo para o desenvolvimento político. “O sistema político ainda não está desenvolvido suficientemente e o aparelho do estado ainda está marginalmente eficaz”.

Vladimir Putin considera que o excesso de burocracia tem de ser alvo de reformas e que tem de haver mecanismos para ajudar o cidadão a resolver disputas com o estado, através de mecanismos legais. Só com uma sociedade consolidada é que a Rússia pode desenvolver no futuro.

Sobre o cenário político, Vladimir Putin está satisfeito com o aparecimento dum sistema saudável multi-partidário e o fortalecimento do papel dos partidos políticos na vida pública e deu relevo aos eleições parlamentares em Dezembro. “Considero as próximas eleições para a DUMA Estatal (Câmara baixa) mais uma etapa no desenvolvimento do sistema multi-partidário, uma maior abertura de intenções, uma maior eficácia de acção, uma maior responsabilidade para o povo”.

Exortou os partidos políticos a serem sempre transparentes e objectivos na informação que apresentam à população, assim ajudando o povo a fazer a sua escolha.

Vladimir Putin quer efectuar uma reforma militar que preparará as forças armadas russas para uma total prontidão até 2007, um estado de preparação que será permanente, com uma força moderna, bem treinada e bem equipada. A partir de 2008, serviço militar será reduzido a um ano. “Durante os primeiros seis meses, os soldados adquirirão perícia militar nas suas unidades de treino. Depois, escolherão se querem fazer o resto do tempo como serviço militar obrigatória ou se querem alistar no exército profissional”.

O Presidente disse que neste momento, está sendo planeada “uma nova geração de armamento, que os especialistas chamam estratégica. Estas armas capacitarão a Rússia de assegurar a sua defesa e a defesa dos seus aliados no longo prazo”.

“O País precisa dum exército capaz de travar batalha, com um corpo de oficiais com grande preparação, com pessoal júnior altamente profissional e com soldados que genuinamente querem, e estão preparados, a servir a sua Pátria”.

Sobre Tchetchénia, Presidente Putin disse “um obrigado especial ao povo da Tchetchénia” pela maneira em que recusaram a ser intimidados pelos terroristas. “O referendo mostrou que os tchetchenos se consideram parte íntegra do povo unido e multi-étnico da Federação Russa”.

Embora os bandidos irão tentar destruir o processo de paz, Vladimir Putin prometeu que o povo desta república irá lidar uma vida normal e que a Federação Russa irá responder às suas necessidades. No campo económico, Vladimir Putin prometeu duplicar o PIB em dez anos, considerando isso “uma tarefa sistémica e profunda que necessitará uma análise pormenorizada da política económica”.

A Federação Russa, de acordo com o discurso do Presidente, tem de ser competitiva em todos os sentidos da palavra. Entre os seus objectivos é a convertibilidade do rublo, que quer ver circular nos mercados internacionais. No entanto, admite que o fundamento económico russo é instável e fraco, porque 25% dos russos têm rendimentos abaixo do limiar da subsistência e o crescimento económico é irregular.

No entanto, a Federação Russa tem estado a aproveitar a situação internacional, em que tem podido vender valores substanciais. este dinheiro tem sido investido na melhoria do nível de vida dos cidadãos, na economia do país e no pagamento da dívida externa, que foi reduzido por 25% em três anos. Companhias russas estão a expandir no mercado internacional, o reiting de crédito do país tem a sua maior cotação de sempre e exportações de equipamento e máquinas têm aumentado 70%.

Timofei BYELO PRAVDA.Ru

 
4341
Loading. Please wait...

Fotos popular