Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Vladimir Putin dá última conferência antes das eleições presidenciais

18.02.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Pages: 12

Putin defendeu a realização de mudanças fundamentais na política face ao Médio Oriente para que todas as partes do conflito estejam interessadas na estabilização da situação. Segundo ele, “ a Rússia apoia o que faz Bush nos últimos tempos, embora não possa dizer que a Rússia esteja de acordo consigo”.

Putin aconselhou a dar ouvidos ao Hamas no processo de normalização da crise no Médio Oriente.
“Não obstante toda a agudeza do problema, deve-se ouvir o Hamas, compreender o que o orienta” – defendeu.

“Trabalhei como um escravo nas galeras” – declarou o Presidente russo ao fazer o balanço da sua política interna durante os oito anos que esteve à frente da Rússia.

“Eu não vejo quaisquer fracassos sérios. Todos os objectivos colocados foram atingidos, as tafefas cumpridas” – acrescentou.

Vladimir Putin frisou também que entre ele e Dmitri Medvedev não surgirão problemas caso Medvedev seja eleito Presidente e ele nomeado primeiro-ministro.

“O Governo da Rússia é o poder executivo supremo no país. Tem poderes suficientes. Eu e Dmitri Anatolievitch (Medvedev) organizaremos as nossas relações pessoais, se os eleitores nos permitirem fazer isso, no plano prático. Garanto-vos que não haverá problemas” – frisou.

O Presidente russo, cujo mandato está a chegar ao fim, sublinhou que não é objectivo da sua política edificar o capitalismo de Estado na Rússia.


Depois de responder a cerca de 70 perguntas, Putin considerou que respondeu à pergunta dos jornalistas estrangeiros “who is mister Putin?” “não com palavras, mas com actos, cumprindo honestamente as funções de chefe do Estado durante oito anos”.

Putin bateu todos os recordes no que diz respeito à duração das suas conferências de imprensa. A última durou mais de quatro horas e meia, informações do blog Da Rússia.

 
Pages: 12
7838

Fotos popular