Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Crise? Que crise?

09.07.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Os mercados financeiros são tão voláteis como o éter. Por isso, a natureza especulativa e excessivamente negativa na imprensa internacional acerca duma “crise” crescente no sector bancário russo, seguida por rumores sobre um eventual desastre nos mercados cambiais, é no melhor irresponsavel e no pior, um acto de intrusão. Não há crise nenhuma na Rússia, nem no sector bancário, nem no sector financeiro, nem nos mercados cambiais.

O colapso económico de 1998, quando o sistema bancário implodiu e as tentativas de manter o nivel do RUR (Rublo) provocaram um decréscimo no valor da moeda nacional provocando uma crise cambial, paira em cima dos mercados na Rússia como um fantasma, pronta a atacar outra vez. Os vendedores de estórias começaram a aparecer em força em Maio, quando um banco pequeno perdeu sua licença por causa de praticar lavagem de dinheiro. Em Junho, outro banco pequeno e o médio, Dialog-Option, pararam a sua actividade por falta de liquidez.

Assim iniciou uma crise de confiança, que é sempre facil de aparecer neste sector, culminando nos bancos maiores recusando a emprestar fundos aos menores, levando por sua vez a uma clima de pânico.

Na semana passada, os clientes retiraram 70 milhões de dólares das contas no Alfa Bank, um dos maiores bancos da Rússia, deixando as caixas automáticas vazias, enquanto Guta Bank, outro banco de dimensão importante, fechou as suas portas. Os observadores internacionais não perderam tempo em noticiar que a agência de ratings Moody estava a considerar a reclassificação de 18 bancos.

Até o conselheiro de Presidente Putin, Andrei Illarionov, deixou-se ficar apanhado na onda de especulação, afirmando que “É evidente que há uma crise no sector bancário” e que isso se devia “às acções das autoridades”.

Contudo, não há crise nenhuma. Uma coisa é uma falta endémica de capital e enquanto é verdade que o sistema bancário da Rússia é um sistema sub-capitalizado, também é justo dizer que o sistema está a trabalhar para encontrar soluções e que o Banco Central tem a situação sob controlo.

Guta Bank afirmou que está a aumentar o activo e que no dia 12 de ulho, Segunda-feira, irá abrir as portas para fazer negócios como normalmente. Entretanto, Alfa diz que tem activo suficiente para sobreviver o retiro de dinheiro em grande escala, impondo uma taxa de 10% sobre levantamentos, enquanto sua classificação permanece igual no rating da agência Fitch.

Gradualmente, as reacções internacionais têm vindo a aceitar que a situação não é tão pessimista como alguns pensaram ou como muitos teriam gostado de pensar. Há turbulência, sim, mas não há crise, como foi afirmado recentemente por Vladimir Putin: “Não há nada que causaria preocupação no sector bancário neste momento”.

Como sempre, o mundo quer ouvir estórias de catástrofes na Rússia. Porém, hoje em dia, há cada vez mais, mais histórias boas que estórias más.

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru

 
3087
Loading. Please wait...

Fotos popular