Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


SÍRIA: O PRÓXIMO ALVO DE GUERRA DO IMPÉRIO!

07.11.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Os Estados Unidos estão a começar o mesmo esquema para com a Síria que utilizaram para arrastar a comunidade internacional para as agressões militares contra a Jugoslávia e contra o Iraque, que causaram a morte a milhares de pessoas e imensas destruições.

Foram tornados públicos na ONU as conclusões da comissão internacional para o esclarecimento do assassinato do antigo primeiro-ministro libanês Rafik Hariri.

A comissão, dirigida por um representante de um país da NATO, o cidadão alemão D. Mehlis, baseando-se no testemunho de um dissidente, acusou o governo sírio de ter participado na organização do assassinato. Nenhuma prova foi apresentada.

Os EUA e o Reino Unido exigiram desde logo a aplicação de sanções internacionais contra a Síria.

O guião da pressão que se está a desenrolar sobre a Síria repete o mesmo esquema - até aos mais pequenos detalhes - que foi utilizado para gerar primeiro tensão em torno da Jugoslávia e do Iraque, e depois para a destruição desses países.

Começam por lançar acusações de apoio ao terrorismo, logo se segue a criação de comissões "independentes" de investigação, ultimatos exigindo "cooperação total", a aprovação de sanções internacionais, para terminarem com a intervenção militar.

Não há dúvida de que os EUA e a Grã-Bretanha pretendem conduzir a comunidade internacional pelo mesmo caminho, que nos últimos anos, por duas vezes, nos levou à violência, ao derramamento de sangue, a morte de milhares de pessoas, a destruição da economia e de monumentos históricos, património da humanidade.

Apelamos ao governo russo para que não repita o mesmo erro, cometido nos Balcãs e no médio Oriente, quando a Rússia não se opôs a tempo à utilização da ONU para o ajuste de contas com os nossos aliados.

A intenção de utilizar o Conselho de Segurança da ONU para preparar a agressão contra a Síria, deve ser combatida desde o início.

O PCFR deseja manifestar a sua solidariedade para com o povo sírio, e a sua frontal oposição às pressões dos EUA e de Israel, na defesa da sua independência e integridade territorial.

O Nosso partido lança um apelo à comunidade internacional para que denuncie com firmeza os novos planos criminosos dos EUA e seus aliados.

Traduzido por: Luís Carvalho Pravda.ru

 
2442
Loading. Please wait...

Fotos popular