Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Militares russos no Brasil

06.02.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O CIGS, localizado em Manaus, é a Organização Militar do Exército Brasileiro destinada a qualificar militares - oficiais e sargentos – e faze-los aptos a cumprir missões nas áreas mais inóspitas da Amazônia Brasileira. O CIGS é reconhecido internacionalmente como a melhor escola de guerra na selva do mundo.

Lá os Cursos são essencialmente práticos. Normalmente para os brasileiros funcionam cinco cursos durante o ano, um para oficiais superiores (COS Cat "A"), um para capitães e tenentes das armas (COS Cat "B"), um para capitães e tenentes dos quadros e serviços (COS Cat "B1"), um para subtenentes e sargentos das armas (COS Cat "C") e um para subtenentes e sargentos dos quadros e serviços (COS Cat "C1"). Os cursos têm três fazes.

A primeira fase chama-se "Vida na Selva", o alvo dela é desenvolver habilidades e hábitos capazes de permitir a sobrevivência na selva em condições adversas. Outra fase "Técnica" tem como missão aumentar o desempenho individual do combatente e utilizar conhecimentos técnicos e tácticos que influirão no planejamento e conduta das operações na selva.

E a terceira fase é "Operações na Selva", durante de que os oficiais têm que aprender a aplicar com correção e eficiência a tropa nas diferentes missões de combate em área de selva. O programa de preparação dura 2 meses e meio.

No CIGS há também os cursos para os estrangeiros. Americanos, alemães, franceses, ingleses, italianos, polacos frequentaram estes cursos. Os russos visitaram o Centro pela primeira vez. No começo eles ficaram supreendidos que no CIGS os alunos têm que esquecer o seu nome e lembrar só o seu número. Mas depois entenderam que no Centro estudam só os oficiais superiores e muitos professores lá são sargentos.

Os professores não sabem nomes e patentes e por isso podem comandar sem violar a subordinação. Os russos começaram a estudar sem demora. Quase não tinham nem um minuto livre por causa dos treinos. Aprenderam muitas coisas essenciais na selva: distinguir as plantas comestíveis de venenosas, falar com as tribos que moram na selva, acampar. Os militares da Rússia gostaram muito da organização do plano dos estudos no Centro.

Cada local de treinos é muito bem equipado, tem tudo começando pelas placas coloridas até os verdadeiros representantes de flora e fauna. Os russos tinham a oportunidade de caçar e até de cozinhar os pratos junto aos professores. Os oficiais da Rússia apreciaram o facto que muitos animais compram-se no mercado embora que possam ser apanhados nos arredores do Centro. Cada instructor no CIGS é especialista na sua área mas no caso de urgéncia substitui os outros.

Durante os estudos a atitude dos professores para com os militares russos era realmente espectacular. É mais difícil para os russos era orientar-se no espaço da selva por causa da natureza exótica do território. No final dos estudos cada militar russo recebeu o certificado de boa participação no curso no CIGS.

Os oficiais do exército brasileiro que são treinados durante dois meses e meio recebem a espada nominal com o punho na forma de onça que é o símbolo do CIGS. O dirigente militar russo, Iatsek Palkevitch, foi o primeiro honrado desta maneira.

Ekaterina SPITSYNA PRAVDA.Ru

 
3333
Loading. Please wait...

Fotos popular