Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Beligerância americana e britânica mal vista em Moscovo

04.03.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A intensificação dos ataques aéreos da aviação dos EUA e da Grã-Bretanha contra as instalações nas chamadas zonas proibidas a voos no sul e norte do Iraque provoca inquietação do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia.

Esta declaração foi feita em entrevista à RIA "Novosti" no Departamento de Informação e Imprensa do MNE da Rússia. "Nos bombardeamentos de Basra, realizados ontem, foram mortos 6 habitantes pacíficos e feridos 15" - assinalou o departamento do MNE da Rússia.

"Não pode haver justificação aceitável para as vítimas entre a população civil" - considera o MNE da Rússia.

"Estas acções contrárias ao direito internacional contradizem os esforços empenhados, inclusive no Conselho de Segurança da ONU, com vista à desescalada da tensão na zona do Golfo Pérsico e à solução político-diplomática do problema iraquiano" - salientaram representantes do MNE da Rússia.

"Moscovo continua a considerar que na actual situação agravada é necessário manifestar moderação e não praticar as acções que levem a uma maior deterioração da situação em torno do Iraque" - indicou o Departamento de Informação e Imprensa do MNE da Rússia.

Em Fevereiro aviões das Forças Aéreas dos EUA e da Grã-Bretanha estabeleceram um novo recorde em número de voos: 1732 contra 1593 em Janeiro.

No mês passado foram atacados cerca de 20 vezes os objectivos terrestres e uma parte considerável destes ataques foi dirigida contra os postos de comunicação. Naqueles bombardeamentos foram mortas duas pessoas.

De acordo com os dados dos serviços secretos russos, na maioria das vezes são sujeitas aos ataques instalações nas províncias de Basra, Du-Kar, Kub, Meisan e Nainava.

© RIAN

 
1791
Loading. Please wait...

Fotos popular