Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Será que a Rússia apanhará alguma vez os EUA?

01.07.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Estamos a fazer bons progressos na indústria alimentar e no fabrico das armas. Esta semana um oficial nos Estados Unidos declarou que certas caças russas são as melhores no mercado. Temos de beneficiar dos nossos recursos naturais e investir na indústria química e no petróleo.

Assim opina Vladimir Kostakov, Director do Instituto de Pesquisa Macro-Económica. Será possível, disse o perito, se tomarmos em conta a economia subterrânea, que vale 25% da economia global na Rússia.

Vyacheslav Astankov, Director do Departamento de Construção na Região de Voronezh, considera que quando as indústrias russss trabalhem com metade da sua capacidade, será possível falar em competir com a economia norte-americana.

Major-General Pavel Zolotarev, Presidente da Fundação em Apoio da Reforma Militar, afirma que a Rússia e os EUA têm muitas parecenças, porque o coração das suas economias está no estrangeiro. “Os americanos estão a procurar as novas tecnologias e nós estamos a tentar restaurar a economia meio-arruinada vendendo petróleo para o exterior”.

Jason Bush, correspondente da Business Week in Moscow, considera por sua vez que a Rússia precisa de efectuar reformas económicas muito profundas e por isso a Rússia não será concorrente directo com os EUA nos próximos 40 anos. Mas por quê é que temos de apanhar os americanos? Nikolai Maksyuta considera que é os Estados Unidos da América que tem de apanhar a Rússia em termos de qualidade de comida orgânica e ar fresco.

O Director de pesquisa na Escola de Economia, Evgeny Yasin, diz que por criar bons leis e segui-los, por desenvolver outros sectores da economia e não só o sector petrolífero, a Rússia pode facilmente chegar a metade do PIB dos EUA.

Basicamente, nós não temos de estar obcecados com os Estados Unidos. Temos é que criar boas condições para o povo russo e isso será conseguido no futuro próximo. Depois disso, nem importa se apanharmos os Estados Unidos ou não, considera Sergey Stepashin, Presidente da Câmara de Auditoria.

Andrey NESTEROV PRAVDA.Ru

 
2126
Loading. Please wait...

Fotos popular