Pravda.ru

Notícias » Mundo


E.U.A se reconhecem que Tskhinvali foi destruído pelo exército americano

21.08.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
E.U.A se reconhecem que Tskhinvali foi destruído pelo exército americano

Os americanos reconheceram que na realidade a Ossétia do Sul foi destruída praticamente pelo exército americano e não georgiano. A questão é que seu instrutor quatro anos elaborou o plano de agressão contra cidadãos russos. Todavia os EUA se recusaram ajudar Saakashvili, porque a verdadeira finalidade do novo jogo caucasiano era outra.

Os peritos assim chamado "sombra da CIA" ou organização StratFor, que ocupa de previsões estratégicas, constatou que o exército russo não só manteve a sua segurança militar, mas também provou a todo o mundo que pode derrotar o inimigo com sucesso, mesmo armado com a última tecnologia e formados por instrutores dos Estados Unidos.

Em particular, analistas do relatório do StratFor dizem o seguinte: "Durante a Operação na Ossétia do Sul, Rússia demonstrou três coisas. Primeiro: mostrou que o seu exército é capaz de realizar com êxito operações, em que muitos observadores estrangeiros duvidavam. Segunda: russos mostraram que podem vencer os soldados americanos mesmo bem treinados. E a terceira: a Rússia mostrou, que NATO e os E.U.A não se encontram em condições, para intervir num conflito militar".

No entanto, peritos militares acreditam que isto é uma demonstração da Rússia, frente as antigas repúblicas soviéticas, incluindo a Ucrânia, "e todo o Cáucaso e da Ásia Central". Além disso, elas vêem um aviso da Polônia e a República Checa, que estão prontas para acolher o sistema de defesa antimísseis americanos. No entanto, elas excluem que Moscou está organizando qualquer intervenção contra elas, que apenas pretende "rever o ponto de vista de correlação de forças na região".

Devemos ainda acrescentar que, juntamente com o exército georgiano americano, também o israelita estava presente. Tanto um ou outro, exigiam fornecimento de equipamentos militares modernos. No entanto, tudo foi em vão.

A declaração do StratFor dá a Geórgia entender que realmente a guerra terminou e que os E.U.A não pretendem avançar além da linha vermelha em relação a Rússia. Saakashvili esperava que, por ser um país "mais democrático" depois da América, os membros do NATO interfeririam no conflito com a Rússia. Porque, Washington, que formou o exército georgiano quatro anos para cometer esta agressão contra a Rússia, e com o apoio de vários países, se reconheceu tão rapidamente a sua derrota?

Mais provavelmente, os Estados Unidos, organizaram a invasão das tropas georgianas contra a Ossétia do Sul, assediado de outros fins, e não a criação de uma "Poderosa Geórgia". Em primeiro lugar, perto das eleições presidenciais nos Estados Unidos, para manter o posto de chefe de Estado, os republicanos resolveram fazer esta provocação, a fim de colocar a imagem da Rússia mais uma vez como um monstro, que ofende os pobres vizinhos inocentes.

Em qualquer caso, os E.U.A escolheram a Geórgia como um meio para atingir a Rússia.

Dério Nunes

 
3143
Loading. Please wait...

Fotos popular