Pravda.ru

Notícias » Mundo


Jesús Santrich: Minha última batalha

20.04.2018 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Jesús Santrich: Minha última batalha. 28614.jpeg

11 de abril de 2018. Bunker da Promotoria, Paloquemao,

Bogotá, Colômbia

Minha última batalha

O amor é o aliciente da vida e, se a vida já não está, deves ter amado tanto que teu exemplo há de sobreviver lembrança.

Sinto que vivi intensamente porque amei sem fronteiras, sem dar lugar ao rancor, à inveja, à indiferença, à hipocrisia...

Agora me "vou" tranquilo, creio ter entregue o mais o mais que pude de mim e não precisamente para mim nem para os meus.

Se isso foi mau, sinto-o, de verdade.

Quanto quisera poder estar mais de corpo presente porque amo a vida e vivo pelo amor, porém há sacrifícios que são necessários quando a realidade requer ações, dignidade que movam seus alicerces para que o rumo do destino tome o azimute da justiça.

Esta é minha última batalha, o sei, e saibam que a assumo com meu coração pletórico da felicidade que surge quando se tem consciência de que nossa entrega foi sincera, honesta, altruísta... por chegar ao fim a uma era com coisas simples para a humanidade, sim: pão, roupa, abrigo, respeito. Solidariedade, dignidade. Sim, conhecimento, liberdade.

Ou, que mais riquezas necessita o ser humano para alcançar a felicidade suprema que só impera no reino do amor?

Esta é minha última batalha e a travarei com Dignidade.

JURAMOS VENCER E VENCEREMOS!

Jesús Santrich.

 

Tradução > Joaquim Lisboa Neto

Foto: https://en.wikipedia.org/wiki/File:Lost_City_Ruins.jpg

 

 
1914
Loading. Please wait...

Fotos popular