Pravda.ru

Notícias » Mundo


ONU acusa o Governo do Sudão

12.03.2007 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
ONU acusa o Governo do Sudão

A missão especial dos Direitos Humanos da ONU para Darfur num relatório hoje (12) divulgado em Genebra, acusou o Governo do Sudão de ter «orquestrado crimes de guerra e contra a humanidade na região».

De acordo com as conclusões do relatório elaborado pela missão especial da ONU para Darfur, Sudão, liderada pela vencedora do prémio Nobel da Paz de 1997, Jody Williams, o Governo do Sudão «orquestrou e participou nestes crimes» na região Oeste do país.

Proibida de permanecer no Sudão, a missão investigou, a partir do exterior, entre 5 de fevereiro e 5 de março, para apresentar o relatório durante a quarta sessão do Conselho de Direitos Humanos que começa hoje em Genebra.

Ao longo de um documento de 35 páginas, a missão conclui que «a situação dos direitos humanos em Darfur é muito grave e as necessidades profundas». «A situação caracteriza-se por violações sistemáticas e muito graves dos direitos humanos e de enormes incumprimentos da legislação internacional», indica o documento.

A guerra em Darfur, na fronteira do Sudão com o Chade, explodiu em fevereiro de 2003, quando os rebeldes do Movimento de Justiça e Igualdade (MJI) e do Movimento de Libertação do Sudão (MLS) pegaram em armas para protestar contra a situação de abandono e a pobreza na região.

A missão, ao longo de um documento de 35 páginas, conclui que "a situação de direitos humanos em Darfur é muito grave". Ela "se caracteriza por violações sistemáticas e muito graves dos direitos humanos e de enormes descumprimentos da legislação internacional", diz o documento.

Além disso, ressalta que os "crimes de guerra e contra a humanidade seguem ocorrendo na região", enquanto assinala que, além do governo sudanês, "as forças rebeldes são culpadas por sérios abusos e violações da lei humanitária" internacional.

Os analistas pedem igualmente a todas as partes em conflito que respeitem e reconheçam as leis humanitárias internacionais, e que são de cumprimento obrigatório durante um conflito armado.

 Fonte : Diário Digital / Estadão

 
2238
Loading. Please wait...

Fotos popular