Pravda.ru

Notícias » Mundo


TYPHOONS EM REPAROS PARA OPERAR ATÉ 2010

09.01.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

De acordo com o diário russo Vremya, o orçamento da marinha russa até 2005 vai ser centrado na manutenção em operações dos submarinos já existentes, incluindo os porta-mísseis balisticos da classe Delta-III no Oceano Pacífico e da classe Delta-IV na Frota do Norte. Esse orçamento prevê também completar o primeiro submarino de última geração da classe “Borey”, baptizado de “Yury Dolgoruky”. Até 2010, no entanto, a produção em série da classe “Borey” é uma prioridade para Vladimir Putin.

Os planos iniciais de 1996, no ano em que a quilha do “Yury Dolgoruky” foi colocada, previam a instalação de mísseis intercontinentais nucleares “bark”. Após anos de sucessivos testes sem sucesso, estes mísseis foram cancelados em 1998 a favor do novo projecto Bulava-30. Devido aos atrasos consequentes a esta mudança e seu desenvolvimento, o programa de construção da classe “Borey” foi parado, para modificação do seu design, de modo a poder operar os novos mísseis. A marinha prevê assim que o “Yury Dolgoruky” seja aumentado ao serviço em 2007, cinco anos após a data inicialmente prevista.

O favoritismo de Putin pela marinha não tem sido na realidade posto em prática, pois o orçamento da marinha corresponde a cerca de 11 a 12% do orçamento total da defesa, e tem sido utilizado apenas para pagar salários, enquanto apenas um pequena fracção é gasta no desenvolvimento de novos sistemas. O “lobby” naval tem pressionado o aumento do orçamento até 25% mas até hoje, essas tentativas não têm obtido resultados. De qualquer modo, acredita-se que nos próximos anos, as forças estratégicas da Federação Russa possam estar a deslocar-se para o sector naval.

Contrariando assim a anterior decisão de abater os submarinos nucleares de mísseis estratégicos (ver: “Russia abate submarinos Typhoon”), o governo russo decidiu reparar 3 dos 6 submarinos Typhoon originais para servirem como plataformas para lançamento de novos mísseis Bulava-30 ainda em fase de design. O primeiro destes colossos, o TK-208, aumentado ao serviço em 1981 esteve em reparação e melhoramentos nos estaleiros Sevmash em Severodvinsk desde 1990, estando prevista a sua saída para testes de mar já no início de 2003, com o novo nome de “Dmitry Donskoy”. Um segundo submarino da mesma classe, renomeado de “Arkhangelsk” (TK-17) já havia deixado o estaleiro de Sevmash ainda no fim de 2002, operacional após um ano de reparações e melhoramentos. A marinha russa classifica estes submarinos como pertencentes a uma nova quarta geração, baseada em Zapadnaya Litsa na Peninsula de Kola. As três restantes unidades estão em processo de abatimento, com ajudas americanas para retirar o combustível nuclear dos seus reactores.

Luis MACIEL PRAVDA.Ru LISBOA PORTUGAL

 
2934
Loading. Please wait...

Fotos popular