Pravda.ru

Notícias » Mundo


Vale, Uruguai!

03.11.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Numa eleição histórica, o líder Tabare Vazques ficou o primeiro líder da esquerda na história de Uruguai, sendo a primeira vez na história desta nação (170 anos) que um partido não tradicional ganha o sufrágio, custando aos EUA mais um aliado na América Latina.

O líder socialista Tabare Vazquez, do Frente Amplio, foi eleito Presidente do Uruguai no Domingo, com 51% do voto, contra 34% de Jorge Larranaga, do Partido Nacional, conservador. O Frente Amplio é uma coligação de Comunistas, Partidos Moderados e Trotskyistas.

Vazquez é um radiologista que se especializou no tratamento do câncer. Prometeu na sua campanha meteórica renegociar a dívida estrangeira, estender programas da luta contra a pobreza e colocar as relações com os vizinhos latino-americanos acima daquelas com os EUA em termos de importância estratégica. Um terço da população do país se reuniu numa concentração do Frente Amplio, em Montevideo, demonstrando a vontade popular nesta eleição.

Uruguai segue a tendência na região: durante seis anos, governos esquerdistas que desafiaram ou questionaram a política de Washington vieram ao poder no Brasil, em Argentina, Chile, Paraguai e Venezuela. Agora Uruguai se junta ao grupo de países que quer zelar pelos seus interesses antes de se vergarem aos do George Bush na criação duma zona franca a nível continental até 2005.

“Celebrem, uruguaios, celebrem”, foram as primeiras palavras do Presidente Vazquez, frente a uma multidão em êxtase.

A Senadora Marina Arismendi afirmou a PRAVDA.Ru que “Há um governo popular em Uruguai”, que irá tomar posse em Março de 2005. Como prova disso, Presidente Vazquez não desperdiçou tempo em declarar que a prioridade do seu governo será “a luta contra a pobreza e a resolução da crise social do país”.

Cerca de 30% da população de 3,4 milhões vive em condições de pobreza e a taxa de desemprego é quase 15%.

Presidente Vazquez também prometeu reiniciar as relações com Cuba, que foram interrompidas pelo Presidente Jorge Battle em 2000.

Relativamente à dívida externa, Daniel Astori, Ministro da Economia, afirmou em declarações à PRAVDA.Ru que Uruguai irá pedir que os credores estrangeiros renegoceiam a dívida de 13 bilhões de USD, dizendo que “Acreditamos que eles irão entender-nos”.

O antigo líder do grupo da guerrilha Tupamaros, Senador Pepe Mujica, que irá liderar o Ministério da Produção, também falou a PRAVDA.Ru, afirmando que não há possibilidade de ruptura entre a coligação governamental.

“Somos uma força política de 40 anos e estamos a favor de debates internos e acções conjuntas”.

Os uruguaios no estrangeiro voltaram em grande escala para votarem nesta eleição histórica: uns 50.000 que viviam nos países limítrofes, da Argentina (onde residem 300.000 uruguaios), do Brasil e do Chile, foram votar. Um grupo de cidadãos partiu do Brasil, a pé, e gastaram 25 dias até chegarem ao Montevideu, enquanto outro grupo saiu do Chile, de bicicleta, percorrendo uns 1.500 quilómetros.

Hernan ETCHALECO PRAVDA.RU In MONTEVIDEO, URUGUAI

 
3163
Loading. Please wait...

Fotos popular