Pravda.ru

Notícias » Mundo


GOVERNOS DE BUSH E BLAIR FALSIFICARAM AS PROVAS SOBRE O IRAQUE

03.06.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Segundo a secretária, o primeiro ministro britânico usou as informações manipuladas sobre o Iraque, para criar uma situação de urgência e com isso pressionar integrantes do governo de que a guerra no Iraque era necessária.

Os inspetores da ONU enviados para achar “as supostas provas” no país, não encontraram os argumentos que o presidente americano George Bush e seu aliado britânico Blair precisavam para justificar a ação criminosa no Iraque.

O presidente americano George Bush, pôs em xeque o trabalho e a responsabilidade dos inspetores da ONU, de vistoriar as instalações de armas iraquianas e destruir qualquer indício de armamentos ilegais.

George Bush, não satisfeito com uma negativa para lançar uma ofensiva militar contra o Iraque, afastou os inspetores da ONU no país, e intimidou Hans Blix, cujas declarações contrarias sobre as “armas” desenvolvidas no regime de Saddam, irritaram o governo de Washington.

A inteligência americana e britânica manipularam as informações sobre as “armas no Iraque”, acusando o então governo de Saddam Hussein, de comprar 500 toneladas de urânio da República de Niger.

Hans Blix, alegou que não foi muito difícil descobrir que o documento elaborado pela inteligência americana era falso; se George Bush não tinha provas para derrubar o “governo de Saddam” foi preciso criá-las, para ir ao encontro com seus interesses políticos.

Mesmo com forte oposição da ONU, e de países como a Rússia, a China, França e Alemanha, George Bush justificou a invasão ao Iraque, nos relatórios fraudulentos apresentados para a mídia e aos órgãos internacionais.

O regime de Saddam Hussein foi deposto, mas o presidente americano George Bush minimiza a importância de encontrar as armas de destruição em massa, mesmo que essas “armas” fossem encontradas, este fato não explica a barbárie e a pilhagem pelas tropas anglo- americanas no Iraque.

O Iraque não possuía as armas de destruição em massa, essa é grande dificuldade que o governo de Bush e de Blair vão ter que enfrentar, caso contrário os EUA e Grã Bretanha serão desmoralizados moralmente, prejudicando a re-eleição de George Bush, e colocando Tony Blair numa difícil situação com o parlamento inglês.

É lógico que se o Iraque não possui as “armas ilegais” George Bush e seu aliado plantarão as provas no país, justificando a ofensiva criminosa no Iraque.

Michele MATOS PRAVDA Ru BRASIL

 
2593
Loading. Please wait...

Fotos popular