Pravda.ru

Notícias » Desporto


Basquete - Mundial sub 18

23.07.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Basquete – Uruguai ainda procura vaga no mundial sub-18

Dois grupos de quatro seleções marcavam o início do evento.

O Pravda esteve do lado da seleção “charrua” nos treinos do Cilindro Municipal de Montevidéu e agora tentando oferecer sua homenagem ao esforço atè hoje pois ainda tem chance de continuar na frente no torneio, porém com possibilidades de alcançar seu objetivo do Mundial.

Sem dúvida que a molecada “celeste” deve ficar com raiva por não ter atingido o objetivo direto da classificação nas Semis mas ainda tem uma chance e todos eles vão tentar segurar essa barra.

Uma geração com futuro que não deve colocar a mochila da responsabilidade da participação em um evento Mundial pois a seleção adulta não consegue participar de um evento destas características desde o Mundial 1988 no qual tomou parte na cidade de Ferrol – Espanha tendo como um dos rivais a seleção angolense.

Quanto à Jogos Olimpicos desde Los Angeles 1984 que Uruguai não participa.

Ter deixado um dos grandões do continente como Brasil fora deste evento “formosenho” talvez tinha feito que os jovens uruguaios imaginassem ficar mais perto desse tal objetivo mas nestas categorias as surpresas acontecem a cada instante e um jogador pode estourar de um mês para o outro.

Como parte da política do treinador principal das seleções júnior, o Fernando “Feiticeiro” Cabrera (ex-jogador) agora tendo como colega na reserva o Marcelo Gallicchio (o Rei da Estadísticas das Ligas Uruguaias de Basquete), escolheram os jogadores do jeito que tinha feito junto com o Alejandro “Galego” Álvarez de olho nos últimos sul-americanos dando vantagem para os rivais pois quase não tem jogadores com carinha de homem nem sequer perto do topo de idade que a categoria permite.

Foi sua escolha e sabem que não podem reclamar nada mas tentando assim que esta geração consiga maturidade antes do tempo “marcado” e sejam jogadores com futuro para o treinador da seleção adulta, que hoje é o Eng. Gerardo Jauri.

O caneco que o Pravda oferece para os jogadores uruguaios pelo esforço realizado atè agora é mostrar seus nomes, muitos conhecidos dos treinadores brasileiros, Máximo Guidetti e Aloíso “Lula” Ferreira e nosso amigo paraibano, o Ricardo Prado, responsável de muitos dos últimos sucessos do basquete desse Estado que vai ser cabeçalho e matéria no futuro próximo neste jornal.

Matías Calvani (2,00m), Nicolás Álvarez (1,95m), Marcel Souvervielle (1,97m), Miguel Barriola (1,93m – Capitão e mais “idoso”), Bruno Fitipaldo (1,82m), Nicolás Catalá (1,95m), Juan Manuel Silveira (1,79m), Emiliano Suárez (1,84m), Facundo Roselli (1,87m), Diego García (1,81m), Maximiliano Alonso (1,92m), Juan Pablo Álvarez (2,00m).

Treinador principal: Fernando “Feiticeiro” Cabrera, treinador na banca, Marcelo Gallicchio, Professor Educação Física, Pablo Cabot (ex jogador do Sporting Club del Uruguay – antigo decano de basquete que hoje não existe pois misturou com o Club Atlético Defensor gerando o Defensor Sporting Club), médico Juan Carlos García, Presidente: Francisco “Pancho” Castellanos e o Horacio Rodríguez completa a delegação trabalhando do lado do Pancho.

O Pravda como sempre agradece o apoio do Enrique “Quique” Belo que faz a Divulgação e Comunicações da Seleção uruguaia adulta (estávamos devendo desde o Sul-Americano de Puerto Montt no Chile).

Maiores informações no site da Fiba Amèrica.

http://www.fibaamerica.com/torneos1.asp?t=FPVIWCZCXY

Correspondente PRAVDA.ru

Gustavo Espiñeira

Montevidéu – Uruguai

 
3754
Loading. Please wait...

Fotos popular