Pravda.ru

Notícias » Desporto


Uruguai 6 Perú 0

18.06.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Ás 19 h, com sensação térmica gelada no Estádio Centenario de Montevidéu deu início á sexta rodada da Classificatória Sul-Americana de olho na África do Sul 2010 com o confronto jogado pelo nono e sétimo na tabela nessa turma de dez que brigam pelas quatro vagas diretas além de uma quinta indireta perante um representante da Concacaf.

Do mesmo jeito que aconteceu na Pré-Libertadores 2008 na partida Montevideo Wanderers 0 x Cenciano 0, uns 100 torcedores peruanos localizaram-se na Arquibancada América fazendo sentir seus epicínios no inìcio do jogo.

Pagantes: 25 mil.

URUGUAI – 1) Juan Guillermo Castillo, , 8) Bruno Silva 2) Diego “tota” Lugano, 3) Diego “faraó” Godín, 4) Martín “careca” Cáceres, 15) Diego “russo” Pérez, 5) Walter “riço” Gargano , 7) Cristian “cebola” Rodríguez, 10) Diego “pichichi” Forlán, 11) Carlos “maluco” Bueno, 18) Ignacio “Nacho” González.

PLANTÃO - 12) Fabián “facha” Carini , 14) Vicente Sánchez, 17 Sebastián Eguren, 6) Andrés Scotti, 9) Luis Suárez, 13) W. Sebastián “maluco” Abreu 16) Maxi ”macaco” Pereira .

TREINADOR: Oscar Washington Tabarez.

PERU – 1) Leão Butrón, 2) Alberto Rodríguez, 15) Miguel Villalta, 5) Martín Hidalgo, 6) Juan Manuel Vargas, 7) Nolberto Solano, 8) Rainer Torres, 9) José P. Guerrero, 13) Amilton J. Prado, 16) Miguel Angel Cevasco, 18) Juan Carlos Mariño.

PLANTÃO – 12) George Forstyth, 14) Hernán Rengifo, 10) Miguel Angel Torres, 11) Guillermo Salas, 4) Ernesto Arakaki, 17) Paulo Rinaldo Cruzado, 3) Donny Neyra.

TREINADOR: José Guillermo “Chemo” del Solar.

Árbitro: Pablo Pozo, 1ª bandeira Patrício Basualto, 2ª bandeira Osvaldo Talamilla.

Gois: 8 e 36 (pênalti), 52 Diego Forlán (U), Carlos Bueno 56 e 67 (U), Sebastián Abreu 89 (U).

Expulso: José P. Guerrero (P) 36 minutos.

Substituições:

Uruguai: Sebastián Eguren (Diego Perez), Luis Suárez (Ignácio González) e Sebastián Abreu (Carlos Bueno).

Peru: Hernán Rengifo no entre-tempo, Guillermo Salas (Martin Hidalgo), Paulo Cruzado (J. C. Mariño).

Em uma demostra ç ão de futebol maravilhoso, Uruguai matou uma seleção peruana muito fraca desde o come ço do jogo.

Deste jeito assim deu para perceber que futebol pode envolver garra e até jogo elegante. O que foi estranho é que por incrível que pareça acabou sendo desenvolvido pela seleç ão uruguaia que á partir desde 2008 deixou o dia 17 de Junho marcado em vermelhão pois o resultado final foi marcante para os uruguaios todos, pois é histórico mesmo!!

O Diego Forlán foi o maior artilheiro “charrua” dando tr ês furadas na rede incaica marcando um trabalho inesquecível para o loiro uruguaio que acabou fazendo lembrar aquele do gol perante Senegal na Coréia-Jap ão 2002.

Mais um que voltou como grande jogador foi o Carlos Bueno que comemorou duas vezes perante o guardião peruano Butrón, e encerrando uma “noitada” incrível o outro “maluco” uruguaio, Sebastián Abreu, jogando apenas alguns minutos com chute canhoto perfeito desde fora a grande área conquistou o sexto grito de gol celeste.

Uruguai mudou muito desse fraco do jogo perante a Vinho-Tinto mas teve muito a ver cabeça dos jogadores e algumas mudanças que o treinador Tabarez confirmou antes da partida.

Sem dúvida que o Cristian “cebola” Rodríguez segurou a fl âmula uruguaia contagiando aos colegas com seu estilo de tocar na frente sempre. Mas o “cebola” acabou sendo bem mais importante para os torcedores que sem lotar arquibancadas fizeram sentir seus epicínios, negócio que n ão tinha acontecido perante a Venezuela.

Noite histórica para Uruguai que carimba uma partida de futebol como se fosse de tênis: 6-0.

Com certeza que também foi histórica para os peruanos que levaram no bolso até alguns gois de placa. Difícil para o treinador “Chemo” del Solar continuar.

Correspondente PRAVDA.ru

Gustavo Espiñeira

Montevidéu – Uruguai

 
4122
Loading. Please wait...

Fotos popular