Pravda.ru

Notícias » Desporto


NÓS .... "ATLANTES" um desafio

17.10.2018 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
NÓS ....

NÓS .... "ATLANTES" um desafio

  

 "ATLÂNTIDA" ... muitos acreditam não passar a mesma de uma lenda inventada há muitos séculos, mas que, entretanto, outros dedicam suas vidas em busca da "Cidade Perdida". Do lugar, em muitos anos avançados, conta-se uma tecnologia, e organização social exemplares. Através dos séculos, inúmeros escritores, historiadores, cientistas e exploradores têm debatido sobre o facto de Atlântida ter existido, e se, onde teria sido.

Ao querermos acreditar que a lenda se torne uma realidade, muita gente é apologista que os Açores são a "fénix" de uma das maiores civilizações cantadas por muitos filósofos, historiadores, cientistas, estudiosos da "coisa".

. Essas seriam uma das características de Atlântida, cuja a localização exacta é apresentada sem uma exactidão, mas que fontes de diversos lugares levam os estudiosos a crerem que o lugar realmente existiu no Oceano Atlântico entre a Europa e a América. A lenda atribuída a Platão, aponta a própria Atlântida rodeada pelo oceano Atlântico, estava mais adiantada do que outras partes do mundo. Seus habitantes chamados de "atlantes" eram senhores de uma invejável civilização, considerada perfeita e rica. Povo exemplar no seu comportamento, não se deixavam corromper nem pelo vício nem pelo luxo. Porém, não descuidavam a pratica e o treino das artes de guerra, visto a tentativa de invasão de vários povos, que movidos pela inveja da vida atlante tentavam invadir a sua terra. Os sucessos dos combates de defesa, levaram-nos ao orgulho e à ambição de alargar os domínios da então tão bem-sucedida "Atlântida". Conquistaram parte do mundo de então. Dominaram povos e várias ilhas, terras da Europa e norte de África

Assim o poderoso exército atlante preparou-se para a guerra e aos poucos foi conquistando grande parte do mundo conhecido de então, dominando vários povos e várias ilhas em seu redor, uma grande parte da Europa Atlântica e parte do Norte de África. E só não teriam conquistado mais territórios porque os gregos de Atenas teriam resistido. Os seus corações até ali puros foram endurecendo com as suas armas. Nasceu nos seus governantes o orgulho, a vaidade, o luxo desnecessário, a corrupção e o desrespeito para com os deuses.

Diante tal cenário foi convocado um concílio dos deuses para frear s tais exageros. No mesmo, foi decidido aplicar aos "atlantes" um castigo exemplar. Aí, comeram todos pela mesma medida pagou todo o povo Atlante. As consequências das decisões divinas foram demais... grandes movimentos tectónicos, acompanhados de enormes tremores de terra. Atlântida tremeu violentamente, o céu enegreceu fazendo-se noite, o fogo expelido das crateras, queimou florestas e campos de cultivo. O mar galgou a terra e ondas gigantes engoliram aldeias e cidades.

Num estalar dos dedos "Atlântida" desapareceu na imensidão do Oceano passou a mito passou a ser a "Cidade Perdida". Mas... o nosso tal, "mas" ...Atlântida fora possuidora de grandes e altas montanhas cujos cumes ficaram acima da superfície do mar originando as nove ilhas dos Açores.

Consta ainda que, alguns dos habitantes da Atlântida teriam sobrevivido à catástrofe, fugindo para vários locais do mundo, onde deixaram descendentes.

Será possível que sejamos descendentes dessa raça que de conformidade com a lenda, tinham capacidades mentais e físicas bem mais desenvolvidas do que nós os actuais habitantes da "Cidade Desaparecida" agora denominada "Arquipélago dos Açores"?

A resposta, a tal "Fénix" que mencionamos atrás no texto, estará no montar do quadro de um puzzle, com a descoberta de que os Açores já foram habitados antes de os portugueses terem cá chegado?

Pelo que lemos em revistas e documentos da especialidade, parece estarmos a caminho de uma resposta, através do esforço e do empenho de muitos pesquisadores da matéria e complementando com as descobertas de hoje em dia, podemos começar a acreditar que somos atlantes de raça

. Georges Diaz-Montexano, Consultor Histórico-Científico de Atlantologia da National Geographic, Presidente Emérito da Sociedade Internacional de Atlantologia Científica (SAIS), Membro Aceito da Sociedade Epigráfica., refere numa entrevista publicada na ZAP Noticias em Fev.2017, ..."chegamos até aos Açores e lá consultamos o maior especialista em possíveis construções pré-portuguesas, o professor Félix Rodrigues, que estuda, há anos, uma série de interessantes descobertas que podem remontar a tempos do Neolítico ou do Calcolítico e que podem também, estar relacionadas com a mesma civilização ou cultura marítima atlântica que se descreve nos textos de Platão e da qual acreditamos ter descoberto provas no sudoeste de Ibéria e nas costas atlânticas próximas"

Uma coisa é certa, vamos a caminho de demonstrar aos portugueses que antes dos mesmos se assenhorarem dos Açores e do Mar que lhes pertence, estas nove ilhas já tinham sido habitadas. De um simples "atlante" Obrigado ao Professor, pelo seu trabalho em prol do conhecimento das nossas raízes e da prova que se aproxima de que os Açores já foram habitados desmistificando assim, o eterno sentimento de submissão e colonialismo de um Povo.

Um "Desafio" ao Governo dos Açores, nomeadamente às Secretaria da Educação e Cultura e Secretaria do Mar, Ciência e Tecnologia, a apoiarem a descoberta do "quem somos e de onde vimos", enriquecendo assim a nossa História que tarda em fazer parte do conhecimento dos nossos jovens e até de alguns menos jovens.

                                                        "Imagine uma nova história para sua vida e acredite nela"

Paulo Coelho

José Ventura

Ribeira Seca- RGR

 

Por opção o autor escreve segundo o acordo ortográfico

 

 
7351
Loading. Please wait...

Fotos popular