Pravda.ru

Notícias » Desporto


Karel Bruekner contra Ratomir Dujkovic no jogo de hoje (República Tcheca - Gana)

17.06.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Grande sensação da primeira rodada da Copa do Mundo de 2006, quando abriu o Grupo E com uma vitória de 3 a 0 sobre os EUA, a República Tcheca volta a campo hoje, às 13h, no Stadion Köln, em Colônia, para enfrentar Gana, que foi derrotada por 2 a 0 pela Itália. Os tchecos poderão se classificar em caso de uma vitória, desde que os norte-americanos tropecem no duelo com os italianos, que acontecerá também neste sábado.

Karel Brueckner, técnico da República Tcheca, tem problemas para escalar a equipe. O meia Baros, que sofreu uma lesão no pé direito em um amistoso contra Trinidad e Tobago, continua de fora, após ter sido desfalque na estréia. Se isso já diminuía o poder de fogo da equipe, a coisa se complicou ainda mais nos últimos dias. Além de Baros, Brueckner também não conta mais com o atacante Jan Koller nesta primeira fase da Copa. O atleta sofreu uma lesão na coxa durante a partida de estréia, em que marcou um gol, e só poderá voltar ao Mundial se os tchecos avançarem às quartas-de-final. Stajner e Lokvenc disputam a vaga deixada pelo gigante artilheiro.

O técnico da República Tcheca quer ver a mesma postura que sua equipe adotou diante dos EUA neste sábado, ou seja, atacar ao longo dos noventa minutos, não dando chance para o adversário respirar. “O nosso sucesso contra os Estados Unidos se deve em boa parte a nossa postura de marcar no campo do adversário e pressionar sempre, buscando o gol. Com isso vamos ter boas chances de ganhar de Gana, que também não gosta de ser marcada em seu próprio campo”, analisou Brueckner.

Pelo lado de Gana a grande missão do técnico Ratomir Dujkovic será levantar a cabeça de seu elenco, que ficou muito abatido com o tropeço inicial. Durante todos os treinos após a derrota para a Itália os ganeses demonstram abatimento, algo que o próprio treinador admitiu ser um obstáculo. “Nós marcamos oitos gols em amistosos. Tivemos problemas na estréia, mas isso não significa que não conseguimos atacar. Jogamos bem contra a Itália, mas a bola não entrou. O que não pode é meus jogadores desanimarem diante do primeiro insucesso”, analisou o treinador.

Dando provas de que confia no potencial de seu grupo, o técnico de Gana assegurou que não fará modificações no time. “Tenho certeza de que vamos fazer uma grande partida e vencer a República Tcheca”, completou o treinador.

Segundo “Gazeta esportiva”

 
2432
Loading. Please wait...

Fotos popular