Pravda.ru

Notícias » Desporto


Contra o golpe, manifestantes promovem paralisações em todo o país

12.05.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Contra o golpe, manifestantes promovem paralisações em todo o país. 24328.jpeg

Contra o golpe, manifestantes promovem paralisações em todo o país

Mobilizados pela Frente Brasil Popular, o Dia Nacional de Mobilizações e Paralisações começou a partir das 5 horas da manhã desta terça-feira (10), com bloqueio de manifestantes nas principais rodovias de pelo menos nove estados e o Distrito Federal.  O protesto contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff está sendo marcado por atos em todo o Brasil, incluindo passeatas, atividades, ocupações de escolas e universidades durante todo o dia.

No Rio, usando faixas em que se lia "não vai ter golpe" os manifestantes bloquearam a rodovia Rio-Santos, na altura de Itaguaí. Mais cedo, a via Dutra, que liga o Rio a São Paulo, também chegou a ser interditada, mas foi liberada, de acordo com informações do Centro de Operações da prefeitura carioca.

Também no Rio de Janeiro, funcionários paralisaram a Eletrobrás, contra a terceirização e o perigo que o golpe representa pra classe trabalhadora.

Em São Paulo, os manifestantes interditaram logo cedo duas das principais vias expressa da região metropolitana.

Um outro grupo com faixas "contra o golpe" e "Globo Golpista" interdita neste momento a rua Evandro Carlos de Andrade, no sentido centro, em frente à sede paulista da Rede Globo.

Em Brasília, foram bloqueadas com pneus queimados as rodovias BR-070 (Brasília-Mato Grosso), na altura do km 18, perto de Águas Lindas, e a BR-020 (Brasília-Salvador), na altura do km 17. Ambos os protestos foram encabeçados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Eles reivindicam também a reforma agrária, além da suspensão do processo de impeachment de Dilma.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), manifestantes bloquearam também a BR-101, na altura do km 83, em Pernambuco. No Amazonas, foi interditada a BR-174, na altura da cidade de Presidente Figueiredo. Na Paraíba, foi fechada BR-230, em Bayeux, enquanto que na Bahia os manifestantes da CUT interditaram a BR-324, em Feira de Santana.

Os manifestantes contrários ao afastamento da presidenta Dilma fecharam também a BR-262, em Viana, no Espírito Santo. No Rio Grande do Sul, o acesso a Porto Alegre ficou interditado devido a um protesto na BR-290.

Em Minas Gerais, A BR 135, na cidade de Buenópolis (norte de MG) foi bloqueada durante a manhã desta terça-feira (9). Em outra região do estado, agricultoras e agricultores familiares dizem "não vai ter golpe" e chamam o campo e a cidade para a luta e fecharam a BR 262, no trevo entre as cidades de Realeza e Manhuaçu (MG).

No Rio Grande do Norte, UNE, DCE e coletivos de movimento estudantil da UFRN realizaram trancaço nesta manhã na universidade em mobilização contra o Golpe.

As entradas de acesso ao campus central foram bloqueadas durante parte da manhã para fazer denúncia sobre o golpe em curso e também para dizer que os e as estudantes são contra qualquer retrocesso para a população brasileira e para a educação do país.

Em seguida, os estudantes seguiram em caminhada pela universidade, dialogando com demais estudantes, com a classe trabalhadora, docentes, funcionários e funcionárias da UFRN e mobilizando para o ato em defesa da democracia que ocorrerá nesta terça-feira (9), a partir das 16 horas, com concentração no Midway.

Acompanhe o dia nacional de luta pelo Facebook da Frente.

Fonte

 

 
4103
Loading. Please wait...

Fotos popular