Pravda.ru

Notícias » Portugal


Mais despedimentos em Setúbal

19.05.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

É raro o dia em que não haja notícia de mais um despedimento colectivo, uma falência fraudulenta, o encerramento de uma empresa. Agora é a vez da Alcoa (ex-INDELMA) no Seixal, que pretende despedir 350 trabalhadores na sua maioria mulheres, para depois contratarem para a mesma função, trabalhadores a prazo. A empresa tem 1314 trabalhadores, sujeitos a ritmos brutais de produção e com a forte probabilidade de contraírem a tendinite, frequente em produções em cadeia onde os ritmos de produção são frenéticos e quase insuportáveis.

A empresa fornece cabos eléctricos à Auto-Europa e desde Janeiro que pressiona os trabalhadores para rescindirem por “mútuo acordo” os seus contratos de trabalho, pressão que levou a 172 trabalhadores rescindirem. Preparam-se agora para deslocalizar a produção para a Hungria, onde a mão de obra é mais barata. Situação é tanto mais caricata quando esta empresa não há muito tempo era considerada pelo Presidente da República um exemplo a ser seguido. O Bloco de Esquerda manifesta o seu apoio à luta que os/as trabalhadores/as da empresa Alcoa estão a desenvolver, perante o aumento galopante do desemprego, com a complacência do governo e a sua indeferência perante mais este drama social. Por tudo isto vem o Bloco de Esquerda mostrar a sua total solidariedade para com os/as trabalhadoras da Alcoa neste momento difícil. A Distrital do Bloco de Esquerda de Setúbal

 
1494
Loading. Please wait...

Fotos popular