Pravda.ru

Notícias » Guiné-Bissau


AGOA: Projecto visa dois PALOPs

09.08.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Com a abertura do Gabinete de Serviços Comerciais em Dakar, Senegal, 18 mercados emergentes ficam mais pertos das empresas norte-americanas, incluindo os de Cabo Verde e de Guiné-Bissau. O gabinete foi aberto como consequência da Lei para Crescimento e Oportunidade na África (AGOA, em inglês), que abre novos sectores na África e estabelece gabinetes em países que cumprem os requisitos, nomeadamente uma economia aberta e que respeita a liberdade do mercado.

David Simpson, do Departamento de Comércio dos EUA, declarou na abertura do gabinete que “este gabinete novo é uma grande façanha da AGOA. Será uma fonte vital em construir laços comerciais mais fortes e a segurança económica em África Sub-Sahariana e nos EUA”.

Dois países da CPLP

O gabinete será importante não só para Senegal, pois engloba 18 países, dois dos quais da CPLP Irá estabelecer uma rede em 18 países da África Ocidental, dando as empresas norte-americanas acesso aos mercados e ajudando no processo de internacionalização das suas economias. AGOA já criou dezenas de milhares de empregos na África Sub-Sahariana e é responsável pelos 44 bilhões de USD em trocas comerciais entre esta região e os Estados Unidos desde a implementação da Lei em Maio de 2000.

18 países cobertos

Os países cobertos por esta iniciativa são Benim, Burkina Faso, Camarões, Cabo Verde, Chade, Costa de Marfim, Guiné, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Gabão, Gámbia, Libéria, Mali, Mauritânia, Niger, Senegal, Sierra Leoa e Togo.

Um Oficial Comercial Sénior e dois especialistas irão identificar as oportunidades nos mercados e servirão como uma ponte entre estes e as empresas nos EUA interessadas em investir nessas áreas. O gabinete terá ligações com 150 gabinetes nos EUA e no continente africano.

Djibril MUSSA PRAVDA.Ru GUINÉ-BISSAU

 
1919
Loading. Please wait...

Fotos popular