Pravda.ru

Notícias » Brasil


A Voz da Oposição

22.01.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Em Santo André os petistas, contidos, choram os dois anos da morte do prefeito Celso Daniel, buscando respostas sobre o autor do crime. Nos bastidores, o presidente do PT, sem que ninguém saiba porque, tenta de todas as formas impedir que o Ministério Público investigue o caso. O caso já provocou, inclusive, crítica do ministro José Dirceu, que acusa o MP de abuso de poder. Paira uma nuvem sobre o que vem por aí. No Rio e em Brasília, o Ministério da Saúde tenta explicar, sem muito êxito, a falência administrativa do Hospital do Câncer, mais uma vez envolvido em polêmicas que comprometem sua credibilidade. O departamento, que cuida dos transplantes de medula óssea, estaria agindo unicamente no atendimento aos pedidos de políticos.

O nome do vice-presidente da república, José Alencar, está sendo citado na mídia como um dos que pediram atendimento prioritário. Na Granja do Torto, numa noite chuvosa de terça-feira, 20 de janeiro, o bem humorado Zeca Pagodinho faz a festa para o presidente Lula e todos os seus ministros. Motivo real para alguma comemoração não havia, mas parte da mídia embarcou naquela de que era pra se despedir dos ministros que saem, e dar boas vindas aos que devem chegar. Zeca Pagodinho, que está com DVD novo na praça, agradece sensibilizado essa forcinha governamental para a venda do produto. E a vida vai sendo levada...

Navio não pode, avião pode

Só para refrescar a memória, sem dor alguma. Durante anos, e principalmente na campanha eleitoral, o candidato Luís Inácio Lula da Silva atacou governos anteriores - especialmente o governo Fernando Henrique - por desprestigiar a indústria nacional ao comprar produtos no exterior, quando a nossa fabricação era igual ou melhor que as outras. Atacou a Petrobrás no governo tucano por que a empresa estaria contratando plataformas de exploração de petróleo, sendo que elas poderiam ser fabricadas no Brasil. E, com a demagogia de sempre alardeava que com isso o Brasil perderia quase 25 mil empregos, e algo em torno de um bilhão de dólares.

Avião pode - 2

Se fosse essa de fato a lógica de Lula, o governo não estaria agora pagando 160 milhões de reais para comprar um novo avião presidencial, sendo que a EMBRAER, tecnicamente capaz, poderia fabricar esse aparelho para o país. A decisão do governo não chega a surpreender, uma vez que outras incoerências já foram constatadas. O que se questiona é: até onde irá a verdade que o presidente pretende mostrar ao país? Aquela prometida em campanha, ou essa de agora, convenientemente adequada ao que a incompetência de antes não permitia enxergar ?

Saúde: hipocrisia transplantada

Beira ao cinismo e à irresponsabilidade a política adotada pelo governo - leia-se Ministério da Saúde - com relação à prática de transplantes de medula óssea adotada, hoje, pelo Instituto Nacional do Cancer, INCA. Conforme denúncia do jornalista Élio Gaspari, no domingo, e matéria de O GLOBO na edição de hoje, o médico Daniel Tabak, um dos maiores especialistas, alerta para a pressão política e o descaso do Ministério da Saúde no que diz respeito à condução dos trabalhos no Instituto. Tabak, que está demissionário do cargo de Diretor do Centro de Transplante de Medula Ossea, acusa o governo de interferência na lista de nomes de pacientes que aguardam testes para a busca de doadores não-aparentados. A denuncia é grave, e coloca em choque a credibilidade do Ministério da Saúde que, segundo o médico pode estar agindo sob influência política.

Hipocrisia - 2

Preocupado com os rumos que essa política possa tomar, e revoltado com o que assiste depois de 16 anos à frente do órgão, Tabak, na entrevista ao jornal O Globo, desabafa: "ingerência política sempre existiu e sempre consegiumos contornar. Mas agora é exercida uma pressão intensa aliada a um descuido que não é possível suportar". O especialista, ainda segundo a matéria, se recusa citar nomes de políticos que pressionaram pelo atendimento de afilhados não inscritos na lista do Cemo. Mas, segundo o jornal, outros diretores do Cemo confirmam que nomes do primeiro escalão do governo estão envolvidos. Para o diretor demissionário, é inaceitável que o mesmo governo que dificulta repasse de recursos para o orgão peça prioridade para apadrinhados.

Mordaça de Dirceu divide petistas

Como era de se esperar, os próprios petistas já reagiram às declarações do ministro José Dirceu que pede limitações na ação do Ministério Público e acusa a imprensa de violar segredos de justiça. O líder do partido no Senado, Tião Viana discordou das críticas de Dirceu, afirmando que não partirá do PT nenhuma atitude que conduza a aprovação da Lei da Mordaça. Aumentando a polêmica, que tudo indica será mais um bate-boca interminável entre os petistas, o presidente do partido José Genoino apoia José Dirceu e acha que o MP comete exageros. Acha, por exemplo, que o MP não deveria ter pedido a reabertura do caso do assasinato do prefeito Celso Daniel, há dois anos atrás. A senadora petista Ideli Salvati entra no debate e discorda de Genoino e de Dirceu, e apoia a decisão dos procuradores.

PSDB

 
5231
Loading. Please wait...

Fotos popular