Pravda.ru

Notícias » Brasil


Prostituta brasileira é testemunha da relação do ex-governador de NY com prostituição

18.03.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Prostituta brasileira é testemunha da relação do ex-governador de NY com prostituição

Segundo o G1, a brasileira Andreia Schwartz, uma das testemunhas do envolvimento do ex-governador de Nova York com uma rede de prostituição, está isolada numa cela de uma prisão e deu uma entrevista exclusiva ao Jornal Nacional.

A brasileira está sendo mantida, numa cela separada das outras presas, sob supervisão médica. Segundo a polícia, a brasileira está mentalmente incapacitada, mas não explica exatamente o que isso significa.

Andreia foi presa em 2006, acusada de comandar um esquema de prostituição, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Ela seria uma informante do FBI na investigação que levou à queda do governador Eliot Spitzer, acusado de usar regularmente serviços de prostitutas.

A reportagem conseguiu falar com a brasileira enquanto entrevistava dois amigos dela. Durante a entrevista, o telefone de um dos amigos tocou com uma ligação de Andreia. Ela confirmou que - depois de cumprir um ano e meio de prisão - seria mandada de volta ao Brasil na sexta-feira (14), mas foi levada de volta à cadeia.

"Indiretamente (...) me oferecer que cancelassem a deportação para ajudá-los com informações, tipo informante”, disse a brasileira. “Eu falei pra eles que eu estava louca para ser deportada, que eu não fazia questão de nada, eu não ia dizer nada, não tenho nada pra dizer e acabou.”

O departamento de imigração informou que adiar a deportação é um procedimento normal e confirmou: promotores interrogaram a brasileira na sexta-feira (14).

 
1653
Loading. Please wait...

Fotos popular