Pravda.ru

Notícias » Brasil


Plano Safra dá crédito a agricultores

06.08.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou, nesta quarta-feira (03.08), o Plano Safra para Agricultura Familiar 2005-2006. Até junho do próximo ano, o governo vai destinar R$ 9 bilhões pelo plano, R$ 2 bilhões a mais do valor aplicado na safra 2004-2005. O crédito facilitado aos trabalhadores rurais permite o aumento e a melhoria da qualidade da produção, gera emprego e renda e possibilita a permanência da família do produtor no campo. Atualmente, os recursos do Plano Safra, atingem 95,5% dos municípios brasileiros.

Os recursos serão utilizados na compra de máquinas, insumos, sementes, equipamentos, no preparo da terra, assistência técnica entre outros, de propriedades de agricultores familiares e assentados da reforma agrária. Conforme o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a ampliação do investimento nesta safra vai permitir que 400 mil novos contratos sejam firmados pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Na safra 2004-2005, com recursos disponíveis de R$ 7 bilhões foram firmados R$ 1,6 milhão de contratos, a maioria nas regiões Nordeste e Sul do país.

Facilitar o crédito para o produtor rural significa incrementar um dos setores que mais contribuem para o crescimento da economia brasileira. Hoje a agricultura familiar representa 38% da produção agropecuária nacional. Quando se considera a produção de leite, feijão, banana, milho, mandioca, cebola, suínos e fumo esse percentual se aproxima ou ultrapassa os 50%. Além disso, 77% da população empregada no campo está em propriedades familiares.

Somente no ano passado, 1,57 milhão de famílias de agricultores familiares foram beneficiadas pelo Pronaf com financiamentos a juros que variam de 1% a 4% ao ano, bem abaixo dos valores de mercado. O crescimento de 133% do valor aplicado em 2004 em relação a 2002 já permitiu que 430 mil agricultores acessassem o crédito rural pela primeira vez. Ou seja, houve incremento de 65% no número de contratos firmados no ano passado se comparado com 2002 e de 38% considerando 2003.

No caso dos contratos de custeio firmados em 2004 (destinados à aquisição de insumos agropecuários, como adubo, combustível, sementes, mudas) o crescimento do valor investido foi de 47% em relação a 2003. Já os de investimento (usados na melhoria da infra-estrutura produtiva das propriedades) houve aumento de 99% na quantidade de contratos firmados entre 2003 e 2004.

"O crédito rural do Pronaf está presente em todas as unidades da federação. Em 2004, atendemos 5.311 municípios, a maior cobertura desde a sua criação, com 95,5% do território brasileiro", disse o secretário de Agricultura Familiar do MDA, Valter Bianchini.

Conforme o presidente Lula, o Pronaf permitiu que o crédito chegasse às regiões mais pobres contribuindo para a redução das desigualdades no campo. " É a oportunidade de fazer com que o Nordeste brasileiro se transforme numa região desenvolvida, geradora de emprego, geradora de renda. Criando a oportunidade para esse povo deixar de ser visto, pelo restante do Brasil, como a parte sofrida do nosso país", afirmou Lula. O Nordeste é a região do país que teve o maior crescimento de valores investidos: 180% entre 2002 e 2004. A região é a segunda em número de contratos em 2004 - 580.476 - e em recursos aplicados - R$ 1 bilhão, atrás apenas do Sul. Em Pernambuco, onde o Plano Safra 2005-2006 foi lançado, foram destinados R$ 74,7 milhões para 44.419 famílias, no ano passado. Desse total de famílias, 27 mil acessaram o crédito rural pela primeira vez.

Subsecretaria de Comunicação Institucional da Secretaria-Geral da Presidência da República

 
3735
Loading. Please wait...

Fotos popular