Pravda.ru

Notícias » Brasil


INJUSTIÇA DESPORTIVA

05.12.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A Justiça Desportiva, não aquela que analisa as questões relativas ao futebol e concede, ou não, punições aos implicados, mas aquela que age em favor do esporte aparentemente não agiu na fase final do campeonato brasileiro da série A como agiu no jogo final da série B, entre Grêmio Portoalegrense e Náutico que fez com que o time do Náutico que havia tentado sabotar o adversário, impedindo aos jogadores, até mesmo, o acesso preliminar ao campo, para aquecimento e foi punido pela “Justiça Desportiva” não conseguindo converter duas cobranças de “penalties” o que acarretaria em sua classificação a série A e sendo derrotado.

O time do Corinthians, cujo torcedor mais ilustre é o presidente Lula, foi campeão, mas de acordo com a “Justiça Desportiva” não deverias ter sido, pois tem o parceiro comercial do time que assumiu no início deste ano, a MSI, cujo representante no Brasil, o iraniano Kia Joorabchian que é acusado de lavagem de dinheiro, aparentemente, quer vencer a qualquer custo como foi o caso da partida entre Corinthians e Cianorte do Paraná, pela Copa do Brasil em que o Corinthianbs necessitava reverter uma vantagem de 4 gols e, estranhamente, conseguiu com uma pequena contribuição do goleiro do time que aceitava qualquer bola que fosse atirada ao gol.

O locutor de rádio José Carlos Araújo até mesmo comparou aquele jogo ao da Argentina e Peru na Copa do Mundo d 1978, quando a Argentina conseguiu o placar que necessitava para eliminar o Brasil.

O goleiro do Cianorte, a propósito deve ter dado entrada numa casa nova com o pagamento de seus serviços como também ocorreu com o árbitro Márcio Rezende de Freitas que apitou a partida entre Corinthians e Internacional que poderia decidir o campeonato em favor do Internacional, mas teve um “penalty” não marcado por Márcio Rezende que confessou publicamente seu erro, talvez para qu3e ficasse oficializado diante do público que foi um erro e que assim Joorabchian já poderia fazer o depósito em sua conta bancária.

De qualquer forma, o Corinthians é o campeão mas não com méritos, pois o nível técnico deste campeonato foi baixo. O Cruzeiro de 2003, por wexemplo, foi campeão com 100 pontos e também é muito triste constatar que os destaques do campeonato foram dois estrangeiros: o argentino Carlos Tevez, do Corinthians e o sérvio e montenegrino Dejan Petkovic, do Fluminense.

Por ter sido um campeonato de baixo nível técnico, a sorte influenciou muitos resultados como a reação do time do Flamengo nas últimas 6 rodadas, que acabou por livrar o time do rebaixamento e que foi atribuída ao seu novo técnico Joel Santana que fez com que o Flamengo que obteve 5 vitórias e 1 empate.

Ocorre que não foram nem a competência nem a estratégia, como Joel gosta de dizer que foram as responsáveis por tal reação; foi pura sorte, pois nada se modificou na tática do time após sua entrada. Ele só fazia modificações na escalação do time e às vezes, ainda cometia erros.

Carlos Alberto Torres, o técnico do rebaixado Payssadu, declarou certa vez que Joel Santana era “pé-quente” em estaduais por ter conseguido 5 títulos em diferentes clubes, mas ele próprio, é “pé-quente”, pois foi contratado em 2001 nas últimas rodadas para livrar o time do Botafogo do risco do rebaixamento e conseguiu. No ano seguinte, foi contratado pelo Flamengo nas mesmas condições, também tendo êxito, mas agora, sendo contratado pelo Payssandu, não teve a mesma sorte, pois algo assim não acontece sempre. Joel Santana é “pé-quente” em estaduais e Torres é, ou melhor, era o “pé-quente” do rebaixamento.

A propósito, quando Vanderlei Luxemburgo deixou o Brasil para dirigir o Real Madri, o futebol brasileiro perdeu o único técnico que realmente pode ser chamado de tal, pois sabe montar um time como ninguém, faz as substituições na hora certa bem ora, no Real, ele tenha cometido um erro, pis Robinho e Ronaldo não são uma boa dupla de ataque.

Os demais técnicos que se destacaram neste campeonato como Emerson Leão, do Palmeiras, Abel Braga, do Fluminense, Antônio Lopes, do Corinthians e Murici Ramalho, do Internacional, também não são grandes estrategistas nem grandes armadores de equipes; apenas tiveram sorte o que foi comprovado nos altos e baixos de seus respectivos times, mas houve bons técnicos como no caso de Lori Sandri que com sua tática de renovar o time colocando jovens jogadores no lugar de “medalhões”, quase livrou o Atlético Mineiro dão rebaixamento o que, a propósito, deveria ter sido a tática adotada por Luxemburgo no Real Madri.

Romário é o artilheiro do campeonato aos 39 anos, mas, além de fazer gols, também dá excelentes assistências como ficou comprovado no primeiro gol do jogo do Vasco contra o Fortaleza e houve quem pensasse, inclusive eu, que Romário encerraria a carreira há 5 anos atrás, pois leva uma vida fora dos padrões do atleta comum, recusando-se até mesmo a treinar todos os dias. Um exemplo de comportamento a não ser seguido, mas que comprovou, mais uma vez, sua genialidade.

Terminou o campeonato de nível mais baixo e também o mais atrapalhado da história do futebol brasileiro, considerando-se o triste episódio dos jogos anulados por ocasião da atuação criminosa do árbitro Edílson Pereira de Carvalho, mas o que importa. Afinal, o Corinthians é campeção e Lula está feliz e segundo declsaração, ainda vai presentear o presidente argentino com uma camisa do time autografada por Carlos Tevêz.

Agora sugiro um minuto de silêncio pelas morteas ocorridas este ano na guerra do futebol.

Jose Schettini Petrópolis BRASIL

 
5856
Loading. Please wait...

Fotos popular