Pravda.ru

Notícias » Brasil


Ata do Seminário Internacional do PSOL

05.09.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Estiveram presentes no Seminário: o Socialis Workers Party (SWP) da Inglaterra, Liga Comunista Revolucionária (LCR) França, Internacionalist Socialist Organization (ISO) dos Estados Unidos, Carre Rouge da França, Representante da França do Comitê por uma Internacional dos Trabalhadores. Dirigentes da Unión Nacional de los Trabajadores (UNT) da Venezuela e do PRS da Venezuela, Movimento Socialista de los Trabajadores (MST) da Argentina, deputado Cafiero de Soberania Popular, Argentina, Legislador Rubén Devoto de Pueblo Unido da Argentina, o Movimento al Socialismo (MAS) da Argentina, o Socialismo Revolucionario da Argentina, Unidade Obrera y Socialista (UnioS) México, La Lucha Continúa (LLC) do Peru, Isquierda Socialista (IS) do Chile.

Enviaram saudações ao seminário e justificaram sua ausência a Liga de Unidad Socialista (LUS) México, a Federación Universitaria del Alto da Bolívia, Roberto da Cruz da COR e o M17 da Bolívia, o Movimiento 13 de Abril da Venezuela, Cimentos da Argentina e Charles André Udry. Participaram 200 militantes do P-Sol representando 15 estados.

O Seminário realizou-se em quatro mesas de debate. Previamente, o companheiro Milton Temer, presidente do P-Sol do Rio de Janeiro cumprimentou as delegações presentes. -A situação do imperialismo nos começos do século XXI e a construção de alternativas anticapitalistas. Os expositores foram François Ollivier, LCR; Ahmed Shawsky, ISO; Crish Bambery, SWP. Também fez uma contribuição no debate François Chesnais

-O Brasil, a quebra do PT e a construção do P-Sol. Expuseram membros da Executiva Nacional do P-Sol, Silvia Santos, João Machado, Luciana Genro, Martiniano Cavalcanti, André Ferrari e Fernando Silva.

-A situação venezuelana, apresentada por Miguel Hernández do PRS e Osvaldo Chirino, dirigente da UNT. - A situação Mexicana, Alejandro Varas do UnioS

Ao final, tarefas comuns e campanhas- As deliberações significaram um rico intercâmbio de experiências entre as organizações de diferentes países e continentes. Mostraram as dificuldades que o imperialismo enfrenta na guerra do Iraque, a possibilidade de uma nova onda expansiva do movimento pelo retiro das tropas de ocupação e a necessidade de apoiar este movimento. A crise crescente dos governos que aplicam as políticas neoliberais que estão conformando um quadro de crise de representação política e de credibilidade nos regimes burgueses. Deliberou-se sobre a necessidade de aproveitar os novos espaços políticos abertos para construir novas alternativas políticas anticapitalistas, socialistas e o apoio a esses novos processos de reagrupamento. No Brasil, o apoio ao processo de construção do P Sol que em meio a crise política brasileira se converteu em um ponto de referência diante da bancarrota definitiva do PT. O apoio ao processo revolucionário e a luta da Venezuela e seu povo contra o imperialismo. Em particular, o apoio a UNT nova central dos trabalhadores venezuelanos e ao PRS. A solidariedade com os lutadores bolivianos das organizações da COB, COR o Alto, a Fejuve, o M17 que estão construindo uma nova ferramenta política. Ficou fixado um próximo encontro por ocasião do FSM temático que se realizará em Caracas, em janeiro do 2006. Frente à necessidade de: 1) colaborar o máximo possível em atividades comuns. A próxima mobilização antiguerra nos dias 24 e 25 de setembro, a mobilização contra Bush na Argentina por ocasião da Cúpula das Américas, que se realiza no mês de Novembro. 2) começar um intercâmbio mais sistemático de documentos e experiências políticas. 3) os participantes do seminário consultarão suas organizações -num tempo breve- a respeito da proposta de criar uma página web comum, que permita ter um veículo para este intercâmbio político e para difundir as atividades comuns.

Luciana GENRO

 
3906
Loading. Please wait...

Fotos popular