Pravda.ru

Notícias » CPLP


Processo PGR angolano arquivado

31.10.2013 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Processo PGR angolano arquivado. 19109.jpeg

Soube-se hoje, oficialmente - porque ontem já dois órgãos portugueses (Público e RTP) o tinham noticiado - que o processo judicial que decorria no Ministério Público português, contra o senhor Procurador-Geral da República de Angola terá sido arquivado.

 

Digo "terá", porque, oficialmente, o visado e o interessado ainda não foi notificado. Segundo a RTP-África só este mês foi enviada uma carta registada a avisar do facto. Já o correspondente do mesmo órgão informativo luso, em Luanda, pensa que a carta deverá seguir por correio diplomático para Luanda onde deverá chegar amanhã, quinta, ou sexta e depois enviada por correio ao PGR.

 

Em época de meios electrónicos, como os e-mails, faxes ou os telefones, é estranho que o PGR angolano ainda não tenha sido notificado. Estranho, ou talvez não, porque...

 

Porque há duas datas neste processo que são particularmente importantíssimas.

 

Uma é 13 de Julho de 2013; e porquê? Porque foi neste dia que o referido e badalado processo foi arquivo. A outra, não menos importante é 29/30 de Outubro de 2013, datas em que se soube, oficiosa e oficialmente que o processo estava arquivado.

 

Meiam entre as duas datas 3 meses e meio, repito, 3 meses e meio!!! Brilhante!

 

Neste intervalo aconteceram graves problemas diplomáticos entre os dois países.

 

Acresce que pouco antes (entre 7 e 10 de Julho) da fatídica data de 13 de Julho de 2013 ocorreu um encontro entre os PGR da CPLP e nem nessa altura, certamente que se tivesse ocorrido o PGR angolano não teria questionado, recentemente, do porquê do seu processo, embora estando em segredo de Justiça(???!!), ainda estar parado.

 

A quem interessou deixar adormecer o arquivamento - note-se que arquivado não significa como referiu o citado correspondente ilibação mas somente que durante o processo ou tudo foi esclarecido ou nada foi provado e por isso arquivado - durante 3 meses e meio com os problemas que entretanto correram.

 

Onde está a Ministra da Justiça portuguesa, que por acaso até é da província do Huambo, e que tanto verberou quer as fugas da Justiça em Portugal como as morosidades dessa mesma Justiça?

 

E como é que para denegrir a imagem de visados há sempre fugas dos meios judiciários e para arquivos ou ilibação nem uma para amostra de tal forma que só 3 meses e meio depois, se soube do arquivamento do processo?

 

É evidente que nada disto ocorreu por acaso. Mais, na passada segunda-feira decorreu na RTP um programa "Prós e contras" sobre as relações Angola-Portugal e nem nesse dia se soube de nada.

 

Ficam as questões. Quem quiser e se puder que as responda.

 

Por mim, acho e considero que alguém anda com vontade de ver as relações entre Angola e Portugal dinamitadas o suficiente para obter ganhos diplomáticos e económicos. Quem?

 

 

Quem já anda a oferecer viagens ao Chefe de Estado José Eduardo dos Santos, ou quem anda oferecer vantagens económicas nas relações com Angola. Basta ir aos diferentes motores de busca e ver quem...



ELCAlmeida

Pululu

 

 
4028
Loading. Please wait...

Fotos popular