Pravda.ru

Notícias » CPLP


Novos Baianos...viajei!

19.12.2014 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Novos Baianos...viajei!. 21310.jpeg

Novos Baianos...viajei!

Valter Xéu*

 

Peregrinando por vários canais, a procura de algo que fugisse do besteirol diário de nossas tevês, encontro Tom Zé na TV Brasil falando sobre o tropicalismo e ali parei, pois ouvir esse ilustre filho de Irará, aprazível cidade localizada na região de Feira de Santana, é algo que não acontece todos os dias. Vi que ele falava dos Novos Baianos no contexto do tropicalismo, grupo de jovens da boa terra e mais a niteroiense Baby Consuelo, mas já transformada em uma verdadeira baiana, formaram o grupo que revolucionou a musica brasileira.

Pelo programa desfilaram depoimentos de Moraes Moreira, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor, Bola, Galvão, Didi Gomes, Dadi e o mais curioso, foi ver Gato Felix de paletó e gravata.

Em filmes antigos apresentados entre os depoimentos, deu para ver as crianças Ciça e Davi, filhos de Moraes, a prole de Pepeu e Baby e filhos de Paulinho.

Às historias contadas e que nos que curtimos e vivemos o grupo, já nos eram conhecidas, mais foi como viajar no tempo ver a turma jogando bola no sitio carioca lá em Jacarepaguá, os ensaios do grupo, o bloco "Amigos dos Novos Baianos" que saiu pelas ruas de Salvador no carnaval de 74 onde se cantava o tempo todo pela metade (a maioria não sabia toda a letra) a musica "Pega no Ganzá" e anos seguinte a criação do trio elétrico dos Novos Baianos, o Morcegão onde tive a oportunidade de desfilar pela primeira vez em cima de um trio elétrico em plena avenida e ao lado dos meus ídolos da banda.

 

O Morcegão foi construído em um galpão em Lauro de Freitas e quando o trio ficou pronto se descobriu que ele era maior que a porta do galpão e ali ficou todo mundo a se perguntar, como tirar o trio daquele lugar o que foi prontamente solucionado por Paulinho que ordenou derrubar a frente do galpão para que o carro saísse e assim o Morcegão foi para as ruas se tornando a principal atração da festa carnavalesca, onde já estavam Dodô e Osmar, Tapajós, Trio Jacaré e outros.

 

Quando o trio entrou na Avenida Sete vindo do Campo Grande, foi uma coisa fantástica, uma apoteose total. Com potentes cornetas alto falantes, as caixas de som amaradas com corda de nylon, o grupo conseguiu levar para o trio elétrico a mesma estrutura dos seus shows e aquele som extasiante com Moraes cantando, Baby também, Pepeu Gomes fazendo aquela desgraceira com a guitarra. Foram momentos que ficaram eternamente gravados na memoria dos foliões.

 

Sentir a falta no filme, de depoimentos dos meus amigos "Grande" que terminou virando prefeito de Valente e é hoje exportador de Sisal e de "Biribinha", jogador de futebol natural de Feira de Santana que andou pelo Botafogo do Rio e junto com Afonsinho fazia parte do time de futebol dos Novos Baianos, sendo que Biribinha que sempre participava das peladas e do fumaçê do grupo, por ser querido de todos que se divertiam com suas historia, foi homenageado por Pepeu Gomes com um choro "Biribinha nos States".

Biribinha acredito ter sido o único brasileiro que por diversas vezes entrava e saia ilegalmente dos Estados Unidos onde jogou no Santo Antônio do Texas ao lado do astro inglês Bob Moore

A sua rota era pela fronteira mexicana.

Estava ilegal nos Estados Unidos e jogando em um time que ao lado do Cosmo de Nova Iorque eram a sensação futebolística da época na terra do Tio Sam.

 

*Valter Xéu é jornalista, editor dos portais Pátria Latina e Irã News.

A1 a11

 

 
4121
Loading. Please wait...

Fotos popular