Pravda.ru

Notícias » CPLP


Falência: Universidades Públicas

14.04.2009 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

por Geraldo Almendra


No Brasil o papel reservado para as universidades públicas federais não está mais associado à criação e à disseminação do saber sem vínculos de aparelhamento político-ideológico comunista, e sim para além da domesticação comunista da sociedade dar sustentação ao “reino do príncipe Retirante Pinóquio”, que de sapo etílico-desqualificado de um comuno-sindicalismo espúrio, corrupto e corporativista, foi transformado, pelo beijo de uma promessa estelionatária de democracia com justiça social, no ovo da serpente da destruição do Estado Democrático de Direito, objetivo maior contido no cerne do seu projeto de poder perpétuo, tendo como próximo passo a posse da terrorista Estela no seu lugar na presidência do país.

Quase dois anos antes da eleição de 2010 o desgoverno petista radicaliza – tem muita pressa – uma revolução às avessas no ensino superior, pois pretende ainda em 2009 unificar todos os vestibulares em um novo modelo que tem como único objetivo abrir as portas das universidades públicas para uma invasão de estudantes que farão uma prova que não medirá o mérito, objetivo impossível de ser atingido com o modelo de avaliação proposto. Estamos diante de uma nova loteria: a do acesso ao ensino superior nas universidades públicas federais tendo como prêmio um diploma desqualificado ou uma sinecura no poder público, e um lugar no coração “amoroso” do socialismo genocida petista.


Uma prova de 200 questões de múltipla escolha, com todas as vagas das universidades sendo preenchidas, fará do ensino superior público, que apesar de todas as suas mazelas, ainda se apresenta como uma ilha de excelência em alguns casos, um ambiente absolutamente contaminado pela falência do ensino fundamental e médio, no que diz respeito à péssima formação apresentada pelos estudantes no final desses ciclos de estudo que ingressarão nas universidades sem a menor condição intelectual para vivenciar um ambiente universitário de estudos e pesquisas.


A democratização comunista de acesso ao ensino superior público está prestes a desabrochar no jardim da canalhice petista no país, mesmo considerando que somos um dos últimos colocados nas avaliações de ciências, matemática e língua pátria por organismos internacionais que avaliam o ensino fundamental e médio do país.


Algum comunista estatístico deve ter orientado a canalha comunista da melhor forma de colocar o produto da falência educacional do país dentro das universidades públicas federais.

O desgoverno petista investe, desesperadamente, e de forma absolutamente irresponsável e inconsequente, na mudança do papel das instituições de ensino federais, para melhorar ainda mais seu coeficiente eleitoral em 2010. Eles não querem correr qualquer risco de perder a boquinha da corrupção e do corporativismo prevaricador, colocando no poder uma terrorista para proteger o Retirante Pinóquio das investigações dos crimes cometidos durante o seu desgoverno pelas “gangues dos quarentas” e seus cúmplices.

O objetivo assistencialista-clientelista é muito claro: a compra de votos das vítimas da falência educacional do país para que a terrorista Estela assuma o poder em 2010, protegendo o desgoverno petista das necessárias investigações criminais dos seus dois mandatos, que certamente serão empreendidos por um governo de oposição, e abrindo as portas de um novo mandato para o desqualificado etílico, que assim consolidará seu projeto de poder perpétuo.


Depois do aparelhamento político durante os desgovernos civis, e a transformação das instituições de ensino em uma Ilha da Fantasia de sinecuras e empreguismo para uma academia dominada e possuída pela esquerda apodrecida, as universidades públicas, já em péssimo estado de manutenção e falta de investimentos, se transformam, do seu papel de motor da Sociedade do Conhecimento, em mais um espúrio instrumento do estelionato eleitoral descaradamente planejado pelo Retirante Pinóquio nas barbas de uma Justiça Eleitoral apodrecida que foi contaminada pelo vírus do desqualificado etílico: nada vê, nada sabe, nada escuta.

A piada da adesão voluntária ao novo sistema é grotesca, com reitores do tipo que pagam mais de mil reais por uma lata de lixo para seus gabinetes, e com uma foto do Retirante Pinóquio vigiando seus compromissos políticos com o maior estelionatário da história da política em nosso país.


Esse é “o cara do Obama”. Enquanto o ensino superior dos EUA se destaca como o grande motor da revolução do conhecimento mundial, onde alunos estudam de maneira desesperada para competirem em um mercado de trabalho extremamente exigente para quem quer assumir alguma posição relevante na sociedade do conhecimento e nas indústrias, no Brasil as universidades públicas estão se transformando no suporte fisiológico-clientelista de um projeto de poder rigorosamente comprometido com a falência moral e ética da sociedade, seguindo os ditames básicos do socialismo genocida, claramente exemplificados no decálogo leninista.

Vamos em frente comunidades de ignorantes ou esclarecidos covardes! Batam palmas ou, alternativamente, continuem sendo omissos diante de mais este golpe no país perpetrado pelo Retirante Pinóquio e seus cúmplices das “gangs dos quarentas” e seus cúmplices.

O desgoverno petista tem pressa. É a terrorista Estela na cabeça em 2010! A canalha agradece.


Geraldo Almendra

http://www.guiasaojose.com.br/novo/coluna/index_novo.asp?id=2520

 
5616
Loading. Please wait...

Fotos popular