Pravda.ru

Notícias » CPLP


Portugal: Transferências massivas de trabalhadores

10.01.2014 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Portugal: Transferências massivas de trabalhadores. 19563.jpeg

Portugal: Transferências massivas de trabalhadores

BRISA: «Os Verdes» querem esclarecimentos sobre transferências massivas de trabalhadores
 
O Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar "Os Verdes", entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, sobre a transferência de trabalhadores na BRISA, naquilo que configura uma clara violação do Acordo Coletivo de Trabalho em vigor.
 
PERGUNTA:
 
O Grupo Parlamentar do Partido Ecologista «Os Verdes» foi informado que a Administração da BRISA se prepara para proceder a transferências massivas de trabalhadores portageiros, não respeitando os direitos legais dos mesmos.
 
Este ataque aos direitos dos trabalhadores é uma clara violação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) em vigor e pelos locais de trabalho definidos nos contratos de trabalho. As transferências propostas aos trabalhadores, algumas para locais de trabalho a 70 KM do seu local atual, carecem de justificação técnica, não são enquadradas em necessidades de reestruturação da empresa, dado que nos últimos quatro anos saíram mil trabalhadores e a administração da BRISA confirmou que não iria proceder a mais despedimentos, só pode ser encarada como um convite para mais despedimentos.
 
A confirmar-se este cenário podem estar em causa algumas normas do Decreto-Lei nº 247- C/2008, de 30 de Dezembro, nomeadamente na Base XVII nº 1 - "Compete à concessionária organizar o serviço de cobrança das portagens por forma que a mesma seja feita com a maior eficiência e segurança e o mínimo de incomodidade e perda de tempo para os utentes das autoestradas" e o nº 3 - "As formas de pagamento das portagens incluem, obrigatoriamente, linhas de pagamento manual e automático, devendo ser compatíveis com sistemas de pagamento em vigor na rede nacional concessionada, ou outras que o concedente autorize.".
 
Para além do referido não poderemos esquecer a responsabilidade social da empresa, empresa que tem recebido benefícios fiscais, que no último ano distribuiu dividendos de perto de 400 milhões de euros pelos seus acionistas e que com esta realidade irá mandar para o despedimento mais umas centenas de trabalhadores que irão agravar, ainda mais, as contas doestado com pagamentos de subsídios de desemprego e a diminuição das receitas fiscais e para a segurança social.
 
Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, solicito a S. Exª a Presidente da Assembleia da República que remeta ao Governo a seguinte pergunta, para que o Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social possa prestar os seguintes esclarecimentos:
1 - Tem o Governo conhecimento da situação em que se encontram os portageiros da BRISA?
2 - Em caso afirmativo, qual tem sido a atuação das entidades com competência fiscalizadora?
3 - Recebeu a BRISA em 2013 benefícios fiscais? Em caso afirmativo qual o montante?
4 - Vai o governo tomar medidas para que a legalidade e os direitos dos trabalhadores sejam cumpridos?
5 - No caso de mais despedimentos não estará em causa o cumprimento de algumas normas do contrato de concessão?
 
www.osverdes.pt
 
Lisboa, 8 de Janeiro de 2014

 
3924
Loading. Please wait...

Fotos popular