Pravda.ru

Notícias » CPLP


Solidariedade com o Povo Palestino

02.12.2013 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Solidariedade com o Povo Palestino. 19322.jpeg

29 de novembro - Dia Mundial da Solidariedade com o Povo Palestino  (decretado pela ONU)

O Povo Palestino Tem o Direito de Ter o seu Próprio Estado, Livre, Democrático e Soberano! Estado da Palestina Já!

Neste dia 29 de novembro vimos expressar nossa solidariedade à justa causa do povo palestino pela criação de seu Estado livre e independente; o reconhecimento do Estado da Palestina  fundamental para a paz no Oriente Médio e para cessar o genocídio que Israel tem promovido durante anos ao não cumprir as resoluções da própria ONU; os sucessivos governos israelenses continuam não cumprindo as inúmeras resoluções da ONU, negando-se a negociar a paz com a retirada de suas tropas dos territórios palestinos ocupados. 

As mulheres Brasileiras dizem sim aos direitos dos palestinos, toda a solidariedade pelos direitos nacionais do povo palestino e conclamam a necessidade urgente do reconhecimento do direto palestino de forma plena: o direito do retorno, e de viver em paz.

Enquanto o povo palestino vem insistindo por uma paz justa para o conflito, os ataques contra a faixa de Gaza tentam impedir as justas reivindicações por um Estado da Palestina independente e soberano e sua admissão na ONU. Esses ataques israelenses desviam a atenção da raiz do problema: a ocupação dos territórios palestinos, a construção e expansão dos assentamentos israelenses em territórios palestinos, a situação dos refugiados e o prolongado bloqueio econômico a Gaza, imposto desde 2007, que submete à fome esse pequeno território de 360 Km2 (um quarto da cidade de São Paulo) onde vivem mais de 1,7 milhão de pessoas.

Queremos uma paz justa e duradoura para o povo palestino e os povos da região do Oriente Médio com o fim da ocupação israelense, a erradicação dos assentamentos, a eliminação do muro do Apartheid e o reconhecimento do direito ao retorno dos refugiados palestinos, tendo como base o Direito internacional e as resoluções da ONU - Organização das Nações Unidas.

Repudiamos o muro da Vergonha - que foi declarado ilegal pelo Tribunal Internacional de Justiça -, que hoje já tem cerca de 750 km de extensão e que proíbe a livre circulação de pessoas e produtos entre as cidades e vilas palestinas e confisca vastas áreas agrícolas dos palestinos.

Apoiaremos todas as mobilizações populares dos palestinos que lutam por seus direitos inalienáveis ao retorno, ao seu Estado e à sua autodeterminação. Nós, mulheres representativas do povo brasileiro, afirmamos: apoiar as mulheres e o povo palestino, apoiar todos os povos em sua caminhada de paz, justiça e liberdade!

Estado da Palestina Já!

 

 
3242
Loading. Please wait...

Fotos popular