Pravda.ru

Notícias » Negόcios


Estudantes africanos de medicina defendem liberdade de Lula

18.10.2019 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Estudantes africanos de medicina defendem liberdade de Lula. 31941.jpeg

Estudantes africanos de medicina defendem liberdade de Lula

 

Santa Clara, Cuba, 17 out (Prensa Latina) Um grupo de estudantes africanos de medicina se juntou ao povo cubano na campanha internacional pela libertação do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Estudantes do Congo e da Angola, do quinto ano de especialização, na Universidade de Ciências Médicas Serafín Ruiz de Zárate, da província central de Villa Clara, assinaram em solidariedade à libertação de Lula.

Desde abril de 2018, o ex-presidente brasileiro está preso por crimes que não cometeu e é vítima de uma denunciada perseguição judicial.

O estudante congolês Claude Okongo, membro da Brigada de Solidariedade com Cuba, reafirmou hoje à Prensa Latina que Lula, em seu período de mandato, conseguiu tirar milhões de brasileiros da pobreza em uma tenaz luta para eliminar a indigência em seu vasto país.

Disse, também, que o povo brasileiro não se equivocou ao elegê-lo duas vezes como presidente por sua origem operária, nem agora ao reivindicar solidariedade internacional pela sua libertação.

Por sua vez, Iris Menéndez, delegada provincial do Instituto Cubano de Amizade com os Povos, realçou também que estudantes de outras especialidades no território se uniram para expressar suas assinaturas solidárias.

Informou que em Villa Clara já há assinaturas de trabalhadores cubanos de diferentes unidades de trabalho, bem como centros estudantis de educação primária, secundária e universitária.

O processo de assinaturas iniciou-se aqui com o coletivo de trabalhadores da Empresa INPUD Primero de Mayo, fábrica inaugurada pelo comandante Ernesto Che Guevara, em 1964, onde os operários recordaram que Lula foi um proeminente metalúrgico.

A campanha pela libertação de Luiz Inácio Lula da Silva, como em todo o país, será estendida até 28 de outubro, com vista a serem entregues as assinaturas à delegação brasileira que participará em Havana, no início de novembro, no Encontro Internacional pela Democracia e contra o Neoliberalismo.

mgt/jfd/mm

 

https://www.prensalatina.com.br/index.php?o=rn&id=26695&SEO=estudantes-africanos-de-medicina-defendem-liberdade-de-lula

 

 
2826

Fotos popular