Pravda.ru

Notícias » Negόcios


CSP-Conlutas prevê um 2011 cheio de vitórias

03.01.2011 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A CSP-Conlutas (Central Sindical e Popular) encerra o ano desejando boas festas a todos (as) seus integrantes, aos trabalhadores que estiveram na luta este ano. Estamos consolidando a nossa Central em mobilizações importantes dos trabalhadores, dos movimentos populares e estudantil brasileiros, assim como estamos contribuindo em seu processo de organização. Vamos entrar 2011 organizando uma luta nacional com diversos segmentos de luta no país contra o prováveis ataques que virão no governo Dilma Roussef contra os direitos dos trabalhadores, seus salários, direitos e à aposentadoria.    


Fizemos uma breve retrospectiva de 2010 e nossas perespectivas para 2011:
(Na foto, crianças do Haiti, que tanto têm sofrido e que por isso mesmo em 2011 continuaremos denunciando sua realidade ao mundo)


Pra relembrar 2010
Janeiro quente... terremoto no Haiti. Campanha de solidariedade, nossa delegação visita o país e denuncia a ocupação militar. Operários das obras de Fortaleza/CE em campanha salarial, ferroviários do Rio Grande do Norte em greve. Em Brasília/DF são retomadas as manifestações pelo "Fora Arruda".


Fórum Social Mundial... em Salvador/BA e Porto Alegre/RS se prepara o Conclat.
Em Fortaleza/CE a Chapa 2 - Resgate Conlutas vence a eleição no Sindicato dos Rodoviários.


Novas greves... em vários cantos do país, com destaque para os trabalhadores em educação de vários estados.


Luta contra a opressão... é fundado o Movimento Nacional Quilombo Raça e Classe, avança a organização do Movimento Mulheres em Luta. COBAP e federações de aposentados desafiam o governo e exigem a recomposição das aposentadorias e o fim do fator previdenciário... quem muito já fez, ainda pode fazer mais.


Movimentos populares saem à luta por terra, moradia e contra a criminalização da pobreza.


Nasce a CSP-Conlutas Central Sindical e Popular
No início de julho, Santos/SP,em um congresso com mais de mil pessoas.
Bom... é verdade que o nome só foi decidido na primeira reunião da Coordenação Nacional. O desfecho do Congresso não foi o desejado por ninguém. Mas os setores que encararam o desafio de construir a unidade do movimento sindical e popular, junto com a estudantada combativa e os movimentos classistas de luta contra a opressão seguiram em frente, consolidando a nova entidade e pelejando pela unidade dos setores combativos na mesma Central.


Pausa para Dunga e o fiasco da Copa do Mundo. É... ninguém botava muita fé no estilo do homem mesmo!


Um segundo semestre de tirar o fôlego... 10 de agosto: dia nacional de mobilização, campanhas salariais, jornada de luta do movimento popular, campanha contra os despejos, eleições sindicais, outras greves, congressos de categorias, plebiscito pelo limite da propriedade da terra, ato em defesa da liberdade sindical e do ANDES, semana de luta contra as opressões...


A Europa fervilha... a Central leva solidariedade aos trabalhadores franceses e espanhóis. Nas ruas de Paris, Madri, Barcelona, Atenas, Roma, Lisboa, Londres se decide o futuro. A crise do capitalismo, jogada nas costas de trabalhadores, jovens, mulheres e imigrantes se enfrenta com as lutas de resistência.


Fórum Social da Educação na Palestina; nasce uma nova central sindical combativa no Paraguay; em Buenos Aires a ANEL presente nas passeatas estudantis.
Metroviários de São Paulo: unidade da esquerda classista, vitória da Oposição.
Dilma vence... novas reformas contra nossa classe a caminho. A crise econômica internacional se agrava.


Brasília, novembro... nossa Central, a COBAP e o FST lançam o chamado a organizar um espaço unitário de mobilização e luta contra os já anunciados ataques do governo e do patronato.


No Rio de Janeiro, o braço armado do Estado sobe o morro: "Eu vivo sem saber até quando ainda estou vivo, sem saber o calibre do perigo, eu nem sei d'aonde vem o tiro!"
Uma reunião unificada nacional ocorreu em 25 de novembro com a presença de diversas entidades e movimentos. O objetivo foi preparar a resistência para os prováveis ataques aos trabalhadores e as aposentadorias que devem ocorrer no governo Dilma Rousseff (PT).


Dezembro... um baile!!! Chapas sindicais combativas, encabeçadas por militantes da CSP-Conlutas vencem as eleições nos sindicatos do funcionalismo municipal de Teresina/PI, do judiciário estadual de Pernambuco e do processamento de dados em Santa Catarina!


Hora de colocar a mensagem de final de ano na página da internet.
E cada um, do seu jeito, vai parar para fazer o balanço da temporada. Preparar os rituais! Celebrar, revigorar as forças, ganhar alento para as batalhas do ano que virá.
Com os velhos e os novos amigos que chegaram para ficar. Com o exemplo de quem demonstrou força de vida para ultrapassar o que parecia intransponível.


Mas também com ausência, com vazio. Com a dor da inesperada, cruel, às vezes revoltante partida sem volta de alguns irmãos e irmãs.


Mas acima de tudo com uma certeza: sim, tem valido a pena!
Nossa luta é bonita...
Que venha 2011

  

CONLUTAS

 

 
6247
Loading. Please wait...

Fotos popular