Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Entrevista com Ronaldo Cagiano

13.09.2006
 
Pages: 123


CHICO LOPES: Quais são seus próximos títulos, se quer divulgá-los? O contista prevalecerá? O romance ou outros gêneros não o interessam?


RONALDO CAGIANO - Está saindo em novembro, pela editora Língua Geral, do José Eduardo Agualusa, uma reunião de alguns contos dos dois livros anteriores, que andei remexendo e será publicado com o título de "Dicionário de pequenas solidões". Mas, em andamento, tenho o romance "Os herdeiros de Kafka", uma história totalmente ambientada em Brasília; e alguns contos que comporão um novo livro, "O sol nas feridas", projetos para mais adiante. Acabo de publicar, pela LGE Editora, "Todas as gerações - o conto brasiliense contemporâneo", com 102 autores, dando continuidade ao mapeamento realizado em 2004 com a " Antologia do conto brasiliense ".


CHICO LOPES: Diga qual é a motivação mais profunda para escrever, no seu caso. Os demônios que vivemos a exorcizar são de fato sanáveis pela criação do texto ou persistirão sempre, condenando-nos à impotência? Para muita gente, os escritores constituem uma tribo claramente depressiva. A literatura, ao contrário disso, não poderia ser exaltante e ajudar a viver? Dê a sua opinião...


RONALDO CAGIANO - Escrevo pela extrema necessidade pulmonar de me comunicar. Escrevo por devoção. E também para vencer o tédio e vingar-me de minhas obsessões, meus fantasmas, meus demônios e tudo aquilo que me incomoda e faz mal ao mundo. O texto me permite esse trânsito catártico. E por ele vou tentando compreender a realidade que nos cerca, pois a inquietação é que nos provoca a permanente reflexão e o indispensável questionamento existencial. Esse correr riscos é que me anima.

Chico Lopes é autor de "Nó de sombras" (IMS, SP, 2000), e de "Dobras da noite" (IMS, SP, 2004), contos prefaciados o primeiro por Ignácio de L.Brandão e o segundo por Nelson de Oliveira. Tradutor, publicou também nova tradução do clássico "A volta do parafuso", de Henry James (Landmark, SP, 2004). Tem vários livros inéditos de ficção, poesia e ensaio.

Pages: 123

Fotos popular