Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

A cepa "Moscou" COVID-19 revelou ser um mutante da "indiana"

O diretor do Centro de Pesquisa Gamaleya, Alexander Gintsburg, disse que a circulação da cepa "indiana" modificada de COVID-19 foi detectada em Moscou. Segundo ele, a vacinação ajudará a evitar um salto mais acentuado na incidência na capital.

"Agora estamos determinando o espectro de cepas que circulam em Moscou - e aqui há muito mais de uma cepa Wuhan, há também uma cepa indiana modificada", disse Gintsburg, citando a Interfax.

Casos duplicaram na capital

Na semana passada, uma média de 6.150 casos de infecção por coronavírus foram detectados em Moscou. Antes, a média de sete dias era de 3.065 casos, ou seja, os casos novos de COVID-19 duplicaram.

De acordo com Gintsburg, a vacina Sputnik V se mostrou eficaz contra a cepa indiana. Os desenvolvedores esperam que a droga funcione contra o vírus mutante também.

"Se estamos falando de eficiência em condições de laboratório, há uma diminuição de 1,4-2,4 vezes em comparação com o soro obtido das cepas de Wuhan. Isso é totalmente acrítico", disse Gintsburg.

 

Pravda.Ru