Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

Perder peso sem gastar um centavo

A história de como eu perdi 20 quilos em menos de três meses sem passar fome ou ficar entediado e sem gastar um centavo. Se servir para ajudar alguém...

Como perder peso de graça

Eu costumava ser, há quarenta anos, o que se pode rotular de esportista. Corrida de longa distância era a minha modalidade, mas gostava de praticar todos os esportes, individual ou coletiva, só pelo esporte e pela participação, não necessariamente para ganhar medalhas. Durante a minha vida adulta, e devido às pressões profissionais, principalmente após o advento do computador, fui ficando cada vez mais sedentário e tinha cada vez menos tempo para cuidar de mim e fazer exercícios.

O resultado de longas horas sem ter tempo para comer levou a lanches rápidos de comida reconfortante, geralmente à base de pão com manteiga e queijo e tudo o mais que eu pudesse enfiar, nos cinco minutos que tive. Parar de fumar há trinta anos só levou a um aumento na ingestão de alimentos. O vinho e a cerveja para relaxar à noite e nos fins de semana eram a cereja no bolo que viu aumento gradual do Índice de Massa Corporal para próximo da obesidade e as análises caíram num espiral perigoso até em 2019, praticamente tudo estava certo fora dos parâmetros normais.

Caminhando para um ataque cardíaco

Aos 62 anos de idade e 94 quilogramas, o início de 2021 viu aparecer de repente uma luz eu eu reconheci que estava fora de forma e caminhando para um ataque cardíaco, para complicações graves de diabetes ou um AVC.

Incursões na internet viram longos artigos degenerarem em repetições tediosas da mesma coisa, até que na página 16 você recebesse uma mensagem PAGUE AGORA para saber como você vai prosseguir. Conversas com amigos revelaram fortunas gastas com nutricionistas e dietas "Use apenas os nossos produtos e você vai emagrecer".

E aqueles que estão acima do peso ou obesos e não têm centenas de R$/Euros por mês?

Não é assim muito difícil

Se você consumir mais calorias do que queima, basicamente você engorda e, inversamente, se você gasta mais do que consome e faz exercícios para ajudar no processo de queima, você perde peso.

Qualquer aplicativo de contagem de calorias em seu telefone celular lhe dará uma meta, perguntando quanto você pesa, quanto deseja perder e quanto tempo vai demorar para chegar à sua meta. Em seguida, ele irá apresentar-lhe uma ingestão máxima de calorias diárias e, finalmente, fornecer-lhe um contador que registra tudo o que você come. É tão simples quanto seguir o programa. Se você não usa aplicativos, peça a ajuda de alguém.

Regra número um: Deixe de beber bebidas alcoólicas durante o programa

"Oh, eu tentei isso e não funcionou". OK, então por que não? "Sem razão, simplesmente não funcionou". OK, então quando foi a última vez que você tomou uma cerveja? "Bem, eu tomei três na sexta-feira passada, mas não tive nenhuma durante toda a semana". Aí está sua resposta. Regra número um: você não pode perder peso e beber álcool.

Regra número dois: Faça a sua dieta interessante

"Ah desisti porque era muito chato". "Eu estava sempre com fome o tempo todo". Regra número dois: torne-o interessante. Picles quase não têm calorias. É investir algum tempo comprando uma variedade de produtos para tornar as refeições mais interessantes. E regra número três: Abasteça-se com alimentos de baixa caloria. Uma boa salada verde antes das refeições é um bom começo. Basicamente se é verde, é bom; se é branco, não

Três regras simples

Apenas três regras, 20 quilos perdidos entre 3 de janeiro deste ano e 27 de março. Hoje estou estável entre 74 e 76 quilos. Quando chego a 76, aumento meu exercício e gasto dois dias com menos calorias e sim, bebo vinho e cerveja nos fins de semana. É mais fácil controlar quando você atinge sua meta e depois perder um ou dois quilos do que perder os vinte ou mais que você precisa para chegar lá.

E é só isso? Basicamente, sim. Passei algum tempo fazendo listas de alimentos de baixa caloria, descartei qualquer coisa com açúcar, incluindo todas as bebidas alcoólicas e carbonatadas, descartei arroz, macarrão e batata. Meu programa de exercícios começou com uma caminhada de 5 quilômetros por dia (caminhada rápida) na primeira semana, depois aumentou para dez na segunda semana, depois entre dez e quinze no restante do tempo durante os três meses, geralmente mais de dez, mas nunca menos. Caminhada rápida, no meu caso uma mistura disso e corrida (obviamente não é uma boa ideia para doentes cardíacos).

O café da manhã consistia em três fatias de torrada integral com um pouco de manteiga e normalmente dois ovos cozidos ou então um pouco de presunto de peru (seis fatias) e um café sem leite ou açúcar. A meio da manhã, uma peça de fruta. Chá sem açúcar ou água sempre que senti necessidade de comer. O almoço começou com uma salada verde, mesmo com um pouco de maionese, depois vegetais e proteína (vegetal ou animal), no meu caso tendendo muito para o lado vegano, mas qualquer carne magra serve, ou peixe, basta contar as calorias. A meio da tarde, outra peça de fruta e o jantar, igual ao almoço.

A pesagem deve ser no mesmo dia, todas as semanas, e de 3 de janeiro a 27 de março, meu peso caiu constantemente até atingir meu peso ideal de 74 kg.

Disciplina

Como qualquer outra coisa, é uma questão de dedicação, disciplina e bom senso e não vacilar do plano nem por um dia, mas se você fizer isso, acho que as palavras chave são "Você pode fazer isso, não desista".

As análises de sangue quando terminei no final de março e os resultados foram ótimos: tudo, e quero dizer tudo, inclusive o nível, de glicose, estava dentro do normal. Incluindo o Índice de Massa Corporal. Hoje em dia acho que tenho que controlar principalmente os carboidratos, tenho que andar pelo menos 7,5 km / dia e depois posso beber cerveja ou vinho nos fins de semana e consigo viver como antes mas sem sair da minha faixa de peso estabelecida.

Se as coisas começem a descontrolarem-se, aí reduzo as calorias e aumento o exercício durante dois ou três dias.

Simples!

Timofei BELOV

PRAVDA.Ru
Foto: By Juan Carreño de Miranda - Museo Nacional del Prado, Public Domain, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=5355757