Pravda.ru

Ciência

MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro

22.06.2009
 
Pages: 12

Uso de preservativo

15-24

25-49

50-64

15-64 (Total)

Na primeira relação sexual (15 a 24 anos)

60,9

-

-

60,9

Na última relação sexual dos últimos 12 meses

55,0

30,2

16,4

35,1

Na última relação sexual com parceiros casuais nos últimos 12 meses

67,8

54,4

37,9

58,8

Em todas as relações sexuais, nos últimos 12 meses, com qualquer parceiro

32,6

17,2

10,5

20,6

Em todas as relações sexuais, nos últimos 12 meses, com parceiros fixos

30,7

16,6

10,0

19,4

Em todas as relações sexuais, nos últimos 12 meses, com parceiros casuais

49,6

44,6

32,0

45,7


Fonte: Pesquisa de Comportamento, Atitudes e Práticas da População Brasileira de 15 a 64 anos, 2008

INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO – A população brasileira possui um elevado índice de conhecimento sobre as formas de infecção e de prevenção da aids – mais de 95% da população sabe que o uso do preservativo é a melhor maneira de evitar a infecção pelo HIV. O conhecimento é maior entre pessoas de maior escolaridade. Mas mesmo entre aqueles com primário incompleto, o preservativo é bastante conhecido. Além disso, 90% dos brasileiros afirmaram saber que a aids ainda não tem cura. Não há diferenças relevantes sobre o conhecimento entre as regiões nem entre os sexos.

Percentual (%) de indivíduos com idade entre 15 e 64 anos, com conhecimento correto sobre as formas de transmissão do HIV, por escolaridade. Brasil, 2008

Formas de transmissão

Primário Incompleto

Primário Completo e Fundamental Incompleto

Fundamental Completo

Total

Sabe que uma pessoa com aparência saudável pode estar infectado pelo HIV

81,2

91,6

96,6

92,0

Acha que ter parceiro fiel e não infectado reduz o risco de transmissão do HIV

78,6

81,5

80,2

80,5

Sabe que o uso de preservativo é a melhor maneira de evitar a infecção pelo HIV

95,2

96,9

96,9

96,6

Sabe que pode ser infectado ao compartilhar de seringa

85,1

88,6

96,0

91,2

Sabe que pode ser infectado nas relações sexuais sem preservativo

92,2

95,9

96,8

95,7

Sabe que não que existe cura para a aids

90,6

93,1

95,3

93,6


Fonte: Pesquisa de Comportamento, Atitudes e Práticas da População Brasileira de 15 a 64 anos, 2008


Esse é um dos índices mais elevados do mundo. Pesquisa realizada em 64 países indicou que 40% dos homens e 38% das mulheres de 15 a 24 anos tinham conhecimento exato sobre como evitar a transmissão do HIV. Além disso, dados do relatório da Assembléia Geral das Nações Unidas em HIV/Aids (UNGASS) de 2008 apontam que, no mundo, há diferenças importantes entre os sexos: pouco mais de 70% dos homens jovens sabem que usar preservativo é uma estratégia de prevenção eficaz contra a transmissão do HIV. Entre as mulheres, são apenas 55%.

MAIS EXPOSTOS – A comparação dos resultados da PCAP 2008 com os da mesma pesquisa realizada em 2004 acenderam o alerta para o Ministério da Saúde. O brasileiro tem feito mais sexo casual. Em 2004, 4% das pessoas haviam tido mais de cinco parceiros casuais no ano anterior. Em 2008, esse índice foi mais que o dobro, passando para 9,3%. Ao lado disso, o conhecimento sobre os riscos de se infectar com o HIV e sobre as formas de prevenção continuam altos. Mesmo assim, a pesquisa identificou uma tendência queda no uso do preservativo. Passou de 51,6% em todas as parcerias eventuais, em 2004, para 46,5% em 2008.


Indicadores de comportamento sexual da
população sexualmente ativa, em 2004 e 2008 (em %)

Indicador

2004

2008

Relações sexuais nos últimos 12 meses

81,4

79,0

Relações sexuais antes dos 15 anos

25,2

27,7

Mais de 10 parceiros na vida

19,3

25,9

Mais de 5 parceiros casuais no último ano

4,0

9,3


Fonte: Pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas da População Brasileira de 15 a 54 anos de idade, 2004; Pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas da População Brasileira de 15 a 64 anos de idade, 2008


Ministério da Saúde

Pages: 12