Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

Medicina da UFRJ lança site comemorativo dos 200 anos

200 ANOS

Medicina da UFRJ lança site comemorativo dos 200 anos

Lançamento foi durante Sessão Solene dia 5 de novembro

A Faculdade de Medicina da UFRJ lançou oficialmente, dia 5 de novembro, durante Sessão Solene da Congregação que marcou a abertura do ano do bicentenário da instituição, um site com informações dos 200 anos da Faculdade. Além de apresentação e histórico da Faculdade, o site traz o calendário de eventos dos 200 anos, os símbolos, cartazes, logos e selo para download e uma área de cadastro de eventos ( www.medicina.ufrj.br/200anos ).

Os próximos eventos já estão disponíveis. No próximo dia 28 de novembro (quarta-feira), como parte da comemoração dos 200 anos da Faculdade de Medicina da UFRJ, ocorrerá o tributo ao ex-aluno Noel de Medeiros Rosa "A Medicina dá Samba", nos 70 anos de sua morte. Local: Fórum de Ciência e Cultura, Palácio Universitário da UFRJ, Praia Vermelha.

Já no dia 30 de novembro (sexta-feira), acontece a Festa de Adesão dos 199 anos da Faculdade de Medicina, que será no Real Astória (Antigo Restaurante Sol e Mar), às 21h30. Endereço: Av. Repórter Nestor Moreira, 11 - Praia de Botafogo. Informações sobre como adquirir seu ingresso em www.medicina.ufrj.br

Visite o site dos 200 anos: http://www.medicina.ufrj.br/200anos/

Leia o texto de apresentação:

Da Escola Anatômica, Cirúrgica e Médica do Rio de Janeiro aos dias de hoje, a Faculdade de Medicina tem sido um ponto de irradiação da atividade universitária e tem contribuído por meio da atuação de seus funcionários, professores e alunos para a construção da UFRJ.

Chamada de Faculdade de Medicina e Farmácia ainda no século XIX, na primeira metade do século XX foi desdobrada em duas unidades, as atuais Faculdades de Medicina e Faculdade de Farmácia. Pouco mais tarde, a Odontologia também se torna unidade independente.

Com prédio próprio na Praia Vermelha desde 1918, a Faculdade de Medicina viu nascer o seu primeiro "filho" em 1945: o Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF). Em 1955, o segundo, o Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes (IMPPG), com uma história diferente: sendo professor da Farmácia, Paulo de Góes prestou concurso, assumiu a cátedra da Faculdade de Medicina e unificou as duas microbiologias, fundando o instituto. Em 1969, é a vez do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Em 1972, surge o Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde (NUTES). Em 1989, o atual Instituto de Estudos de Saúde Coletiva (IESC).

Toda essa ramificação chegou aos "netos". Em 1963, o Núcleo de Pesquisa de Produtos Naturais (NPPN) saiu da Farmácia; em 2004, o Instituto de Ciências Biomédicas deu origem ao Instituto de Bioquímica Médica (IBqM).

Das outras unidades que compõe o Centro de Ciências da Saúde, a Enfermagem (EEAN) e a Nutrição (INJC) têm trajetórias muito próximas da Medicina e uma participação comum nas definições das ações de saúde pública e de formação profissional. Com a Escola de Educação Física (EEFD), o Instituto de Biologia e o recém-criado Núcleo de Pesquisas de Macaé (NUPEM), a Faculdade de Medicina tem inúmeros pontos de contato em projetos de pesquisa e programas de ensino de graduação, pós-graduação e extensão. Os hospitais são, desde sempre, construtores comuns desta história.

O Centro de Ciências da Saúde é hoje um espaço privilegiado da interdisciplinaridade e do intercâmbio constante na atividade acadêmica, a ponto de ser difícil entender a trajetória de qualquer de suas unidades isoladamente.

Ao comemorar seu bicentenário, a Faculdade de Medicina entende que esta celebração é de todos que participaram desta história. É de toda a UFRJ; do Centro de Ciências da Saúde; de seus professores, funcionários e alunos; de seus amigos e familiares. É de todas as instituições que, das mais variadas formas, participam da construção da saúde como direito inalienável de todos os cidadãos brasileiros.