Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

Rússia destroi 1.350 alvos do Estado Islamita na Síria

Rússia destroi 1.350 alvos do Estado Islamita na Síria

O porta-voz do Ministério da Defesa da Rúasia, Ígor Konashénkov, informou no último dia 1º que a aviação russa atacou 1.350 alvos do autodenominado Estado Islamita (EI) na Síria durante a semana passada. 

Tais alvos atacados se encontravam nas províncias de Alepo, Latakia, Hama, Homs, Damasco, Raqqa, Deraa e Deir ez-Zor. "Os aviões russos que fazem parte do operativo antiterrorista na Síria, realizaram 468 voos de combate. Incluindo 24 voos realizados por bombardeiros de longo alcance Tu-22M3 do território russo", pontuou Konashénkov.

O ataque russo sobre a cidade de Homs, que destruiu em ponto de apoio dos terroristas, dois veículos equipados com armas de alto calibre e eliminou mais de uma dúzia de terroristas, contou com a colaboração dos serviços de Inteligência sírios, e a própria Rússia tem fortalecido suas atividades de Inteligência no país árabe. 

Na primeira quinzena de janeiro, o presidente Vladimir Putin, hostilizado pelas grandes potências ocidentais e pela mídia predominante, havia reiterado que buscava solução pacífica ao caos sírio que, até agora, deixou mais de 250 mil mortos, 11 milhões de sírios entre desabrigados internos e refugiados, além de 500 mil em crise humanitária.

Na última semana de janeiro, o secretário-geral adjunto da Organização das Nações Unidas (ONU), Stephen O'Brien, exigiu acesso humanitário às vítimas sírias, o qual, segundo ele, enfrentava "indiferença dos atores das crises diante das leis internacionais humanitárias, e dos direitos humanos". 

in Diário Liberdade (Galiza)