Pravda.ru

Federação Russa

Na Espanha exigem compra de vacinas e antivirais da Rússia e de Cuba

24.09.2020
 
Na Espanha exigem compra de vacinas e antivirais da Rússia e de Cuba. 34039.jpeg

Na Espanha exigem compra de vacinas e antivirais da Rússia e de Cuba

Madrid, 24 setembro (Prensa Latina) O Bloco Nacionalista Galego (BNG) pediu hoje à Espanha que incorpore ao seu catálogo de medicamentos contra a Covid-19 medicamentos da Rússia, Cuba ou China que demonstraram a sua eficácia contra a doença causada pelo coronavírus SARS- CoV-2.

 

Em entrevista coletiva, o porta-voz do BNG no Congresso dos Deputados, Néstor Rego, pediu ao governo de coalizão espanhol a incluir os medicamentos desses três países na carteira de produtos para enfrentar o vírus mortal.

Rego antecipou que sua formação política perguntará ao Executivo presidido pelo social-democrata Pedro Sánchez os motivos pelos quais não incluiu Interferon (Cuba) ou Avifavir (Rússia) em seu catálogo antiviral.

Ele ressaltou que o Interferon Alpha 2b da ilha caribenha foi eficaz em conter a epidemia na cidade chinesa de Wuhan, enquanto o Avifavir russo 'é significativamente mais barato que os outros e reduz o tempo de tratamento pela metade', enfatizou.

'O fato de haver apenas um antiviral é incompreensível quando existem outros eficazes', disse Rego, claramente aludindo ao Remdesivir.

Anunciou a próxima apresentação na Câmara de duas iniciativas do BNG para tentar convencer o Estado de que o lógico é optar pela diversificação nesta matéria.

'Não nos parece bom colocar todos os ovos no mesmo cesto', considerou o deputado galego, que apelou ao Governo para que coloque a saúde à frente de critérios geoestratégicos.

Em sua opinião, a Espanha não deve se limitar a negociar a aquisição da vacina que a farmacêutica AstraZeneca está desenvolvendo em colaboração com a Universidade de Oxford, que, lembrou, 'encontrou dificuldades na fase experimental'.

'Nos preocupamos que não prevaleçam os fatores de saúde, mas sim os econômicos dos grandes laboratórios e os critérios geoestratégicos', destacou.

Para o político de esquerda, seria historicamente irresponsável transformar isso em uma espécie de nova guerra fria em que está em jogo a hegemonia mundial nessa questão.

'É preciso cooperar em vez de competir para encontrar uma solução global', afirmou.

O Bloco Nacionalista Galego também pedirá ao governo Sánchez que abra contatos com a Rússia para poder adquirir doses da sua vacina Sputnik V, bem como três outras desenvolvidas pela China.

jcm / edu/fav

 

 

 

 

 

https://www.prensalatina.com.br/index.php?o=rn&id=34459&SEO=na-espanha-exigem-compra-de-vacinas-e-antivirais-da-russia-e-de-cuba

 


Fotos popular