Author`s name Lulko Luba

Aspirante chilena pode receber prisão por exportar as condecorações da URSS

Uma aspirante chilena da Univercidade de Missouri-St Louis foi detida na Rússia na alfándega por exportação ilegal de condecorações da União Soviética, que havia comprado a um vendedor da rua, noticia ontem (20) AP. Roxana Contreras , de 29 anos poderia ser condenada até sete anos de prisão, segundo as leis russas.

 “ Adquriu ilegalmente as condecorações estatais da URSS e tentou exportá-las “, segundo os documentos judiciais russos . A aspirante de física visitava seus amigos na cidade de Voronej e, provavelmente, não entendeu que cometia um crime ao comprar as seis medalhas militares, dinheiro em bilhetes e moedas por 66 dólares e tentar levá-los do país”, disse o advogado da Roxana.

“ Os vendeu um vendedor de rua e ela não teve a menor ideia que não podem ser levados do país”, concorda com advogado Sónia Bahar, diretora do Centro de Neurodinámica da universidade norte-americano.

 O representante por Missuri no Congresso em Washingtom, Todd Akin, enviou uma nota ao embaxador russo nos EUA ,Yuri Ushakov: Rússia tem o direito “inegável” de proteger sua tradição nacional, mas há muitos na universidade que respondem pela integridade da senhorita Contreras e estão convencidos de que o incidente é produto de um lamentável erro”, escreveu Akin, ter considerado que o contrabando deve ser confiscado, mas a estudante libertada.

 Cristina, detida já dois meses atrás, recebeu a libertade condicional e espera sua audiência judicial, de acordo com canal televisivo russo NTV.

 Por Lyuba Lulko