Author`s name Lulko Luba

Jogos Olímpicos Sochi 2014 podem ter mesma sorte que Moscou 1980

Os Jogos Olímpicos Sochi 2014 podem ter a mesma sorte que Moscovo 1980 se a Rússia desenrolar às costas de Geórgia alguns projetos da infra-estrutura olímpica no território da república secessionista da Abkhazia , adverteu na segunda-feira (27) a Presidenta do Parlamento georgiano Ninó Burdjanadze .

 O assunto é que as autoridades russas propõem a instalar fábricas de cimento e tijolo para a construção de instalações olímpicas na Abkházia, cuja fronteira passa a apenas 30 quilômetros de Sochi, informou o chanceler abcaz, Serguei Shamba.

- A Abkházia está incluída na área olímpica, e esperamos que os investimentos russos contribuam para o desenvolvimento de nossa economia - disse Shamba em entrevista publicada pelo jornal russo "Nezavíssimaia Gazeta".

Segundo o jornal, o vice-primeiro-ministro russo Aleksandr Jukov, responsável pelo projeto de Sochi no Governo, confirmou que a república pró-russa da Abkházia abrigará fabricas de cimento e fornecerá outros materiais de construção para as instalações olímpicas.

Shamba evitou revelar o total de investimentos, lembrando que os projetos ainda estão em fase de estudos pelo Kremlin e pela Prefeitura de Moscou.

O 'Nezavíssimaia Gazeta' disse que a cidade de Sukhumi, capital abcaz, espera receber centenas de milhões de dólares.

O chanceler acrescentou que a Abkházia, situada no litoral do Mar Negro junto ao balneário russo, oferece alojar hóspedes dos Jogos Olímpicos de Inverno em seus hotéis. Assim, a região também espera investimentos russos no setor turístico.

O Moscoou planeja investir a quantia inédita de US$ 12 bilhões na organização dos Jogos de Sochi.

A possibilidade de que a Rússia inclua a Abkházia no projeto motivou imediatamente os protestos da Geórgia.

- Se a Rússia decidir ignorar a soberania da Geórgia e violar acordos internacionais, repetirá o que ocorreu durante os Jogos Olímpicos de Moscou de 1980, quando a URSS foi boicotada por muitos países - disse em Tbilisi a presidente do Parlamento georgiano, Ninó Burdjanadze.

Em Moscou, a embaixada georgiana alertou que "a inclusão da Abkházia na construção de instalações de Sochi sem negociações prévias entre Rússia e Geórgia prejudicará a estabilidade na região e prejudicará a imagem dos Jogos Olímpicos".

- A Geórgia apoiou a candidatura de Sochi e espera que a realização do evento na cidade russa contribua para a estabilidade nessa região e à solução pacífica do conflito georgiano-abcaz - um porta-voz da embaixada disse à agência de notícias russa 'Interfax'.

Analistas consultados pelo 'Nezavíssimaia Gazeta' disseram que os polêmicos planos de Moscou podem reacender o recente conflito diplomático entre Rússia e Geórgia, acompanhado de sanções econômicas russas.

O historiador Aleksei Malashenko, do Centro Carnegie em Moscou, acrescentou que a Rússia oferece um novo pretexto para que a Geórgia atrapalhe a entrada do país vizinho na Organização Mundial do Comércio. A ex-república soviética é um dos últimos países que ainda não aprovaram a adesão de Moscou à OMC.

A Abkházia, território de 8.600 quilômetros quadrados e 300.000 habitantes, oficialmente faz parte da Geórgia, mas rompeu laços com o país logo após a dissolução da URSS. Mais de 90 % da população da república tem a cidadania  russa .

 com Efe