Author`s name Creator

Negociações Rússia-Ucrânia na Turquia: Moscou faz compromissos

Mais uma rodada de conversas entre as delegações da Rússia e da Ucrânia terminou em Istambul, informou a RIA Novosti com referência à mídia turca.

As partes não fizeram quaisquer declarações oficiais após a reunião. As conversas duraram cerca de três horas.

Antes do início da reunião, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan dirigiu-se aos participantes das conversações e disse que nesta fase a reunião deverá trazer resultados concretos.

Negociações

As negociações em Istambul para resolver a crise na Ucrânia começaram na manhã de 29 de março. O encontro começou com uma conversa tête-a-tête entre o chefe da delegação russa, Vladimir Medinsky, e o líder da facção Servo do Povo no Parlamento ucraniano, David Arakhamia. A reunião transcorreu sem apertos de mão. Foi relatado que Medinsky e Arakhamia discutiram o possível status neutro da Ucrânia.

Mais tarde, Medinsky disse que os representantes ucranianos prometeram tomar as medidas mais severas contra aqueles que torturaram soldados russos em cativeiro. Ele caracterizou tais ações de radicais ucranianos como crimes de guerra.

O chefe da delegação russa nas negociações com a Ucrânia, Vladimir Medinsky, disse após a reunião que uma declaração sobre o processo de negociações poderia ser feita em poucas horas, informa a RIA Novosti.

"Continuamos as consultas com o lado ucraniano hoje a partir das 9h30. Espero que em algumas horas façamos uma declaração sobre seus resultados", disse o representante russo.

A reunião em Istambul, em 29 de março, aconteceu no Palácio Dolmabahçe, às margens do Bósforo. O empresário russo Roman Abramovich também esteve presente na reunião. O Kremlin disse mais tarde que Abramovich "garante certos contatos entre" a Rússia e a Ucrânia, mas ele não atua como membro da delegação russa.

As conversas, como de costume, foram realizadas a portas fechadas. Nenhuma imprensa foi permitida.

Rússia concorda em fazer concessões para a Ucrânia

As conversações entre a Rússia e a Ucrânia em Istambul foram construtivas.

“Recebemos propostas da Ucrânia para considerar sua posição claramente formulada para sua inclusão no tratado”, disse Medinsky. A Rússia considerará essas propostas em um futuro próximo, elas serão informadas ao presidente. ele adicionou.

A Rússia dará dois passos em direção à Ucrânia para diminuir a crise, disse o chefe da delegação russa nas negociações com Kiev, Vladimir Medinsky, informou a TASS na terça-feira, 29 de março.

“De minha parte, posso dizer que também estamos dando dois passos em direção à desescalada”, disse Medinsky após as negociações.

Ele explicou que os passos estavam relacionados com a aceitação política e militar das negociações.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter