Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

Brasil: Dia Mundial de Luta contra a AIDS

Com o slogan "Sua atitude tem muita força na luta contra a Aids", a campanha do Ministério da Saúde para o Dia Mundial de Luta contra a Aids deste ano, foi lançada em Brasília, nesta terça-feira (27/11), pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

Os jovens de 13 a 24 anos são o foco da campanha, que pretende afirmar os direitos do jovem de viver sua sexualidade e de ter acesso ao preservativo e a informação. Durante a cerimônia de apresentação, José Gomes Temporão informou que serão distribuídos no país cerca de 8 milhões de preservativos.

No evento, o psiquiatra Jairo Bauer apresentou resultados de pesquisa feita sobre o comportamento sexual dos jovens na cidade de São Paulo. O estudo foi realizado com o objetivo de mapear o conhecimento e as atitudes do jovem sobre a sexualidade e prevenção, além de auxiliar os profissionais de ensino e contribuir para a criação de ferramentas voltadas à percepção de realidade da juventude.

A pesquisa, que ouviu 7.500 jovens com idades entre 13 e 16 anos, constata que 60% não conversam com seus pais sobre sexo, apesar de cerca de 20% já terem tido relações sexuais completas. Segundo José Gomes Temporão, este resultado é preocupante. “Mostra que temos que adotar estratégias, sobretudo no campo educacional, para que o tema seja abordado com mais naturalidade e freqüência no ambiente familiar, fundamental na formação dos jovens", disse o ministro.

De acordo com o Boletim Epidemiológico 2007 , de 1980 a junho de 2007, foram notificados 474.273 casos de AIDS no país – 289.074 no Sudeste, 89.250 no Sul, 53.089 no Nordeste, 26.757 no Centro Oeste e 16.103 no Norte. No Brasil, nas regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste, a incidência de AIDS tende à estabilização. No Norte e Nordeste, a tendência é de crescimento. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil tem uma epidemia concentrada, com taxa de prevalência da infecção pelo HIV de 0,6% na população de 15 a 49 anos.

Para a diretora do Programa Nacional de DST e AIDS, Mariângela Simão, os números refletem o problema do diagnóstico tardio e as desigualdades regionais do Sistema Único de Saúde (SUS). “Nosso desafio é reforçar a qualidade da assistência no SUS e ampliar o diagnóstico precoce da infecção pelo HIV.”, afirma.

O Centro de Referência e Tratamento em DST/AIDS, órgão ligado à secretaria paulista de saúde, lança nesta sexta-feira (30/11), três publicações com estudos referentes à AIDS no estado de São Paulo. O lançamento faz parte das atividades do Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, que acontece no sábado, dia 1º de dezembro.

O livro “Prevenção das DST/AIDS em Adolescentes e Jovens: Brochuras de Referências para Profissionais de Saúde” aborda justamente o tema da campanha deste ano. Escrito pelos especialistas Teo Weingrill e Gabriela Calazans, a publicação fornece subsídios técnicos, conceituais e legais para o desenvolvimento de ações de prevenção para esse grupo etário.


O acesso à rede básica pelos portadores do HIV é tratado em “DST/Aids e Rede Básica: Uma Integração Necessária”, escrito por Ivone de Paula e Ione Aquemi Guibu. Já a experiência no estado de São Paulo em relação ao tratamento de soropositivos com as medicações anti-retrovirais é abordado na publicação “Adesão: da Teoria à Prática.”, escrito por Joselita M. Magalhães e Emi Shimma.


A necessidade de agir agora

Os altos níveis de infecção pelo HIV de pessoas cada vez mais jovens apontam a necessidade estimular e manter o comportamento sexual saudável dessa faixa. Deixando de proteger os mais jovens, a sociedade coloca em risco seu futuro.

Cerca de metade dos novos casos de contaminação ocorre na faixa etária de 15 a 24 anos. Nos países mais atingidos pela epidemia, há uma projeção de que quase 75% das pessoas que hoje têm 15 anos podem vir a morrer de doenças decorrentes da AIDS. Contudo, os jovens representam uma janela de oportunidades para reverter as taxas de incidência do HIV, especialmente se tiverem conhecimento de programas de prevenção eficazes antes de assumirem comportamento de risco.

O uso de preservativos torna-se imprescindível, sobretudo com a disseminação de HIV/AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis. É preciso facilitar o acesso aos preservativos, baixar seus custos, promovê-los mais e ajudar a superar os obstáculos sociais e pessoais ao seu uso, se desejarmos reduzir as enormes conseqüências de uma contaminação.

Uma observação relevante é que os países mais pobres – e geralmente mais instáveis politicamente – terão a maior população jovem do mundo até 2020. Consequentemente, é de suma importância os esforços para ampliar programas voltados para a sensibilização desse grupo.

Para que se tenha uma resposta melhor e mais ampla é fundamental que se dê ainda mais atenção ao fortalecimento das ONGs. Em muitos países, uma das primeiras respostas à epidemia veio das ONGs, que se esforçam para assegurar que seus recursos limitados sejam utilizados de maneira mais eficiente.

A epidemia continua a crescer, sendo atualmente um dos principais fatores que limitam as possibilidades de desenvolvimento de numerosos países. Apesar do significável aumento de esforços para enfrentar seu avanço, a epidemia afeta os cinco continentes e sua expansão continua crescente frente a uma insuficiente resposta mundial.

OS PRINCIPAIS EVENTOS PELO PAÍS NO DIA MUNDIAL DE LUTA

CONTRA A AIDS

São Paulo
CRT
A Coordenação Estadual DST e Aids (SP) realizará uma série de atividades para marcar o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, 1 de dezembro. Está previsto lançamento de livros e realização de oficinas e encontros.


30/11 - Lançamento de três publicações: Prevenção das DST e aids em Adolescentes e Jovens: Brochuras de Referência para os Profissionais de Saúde, DST/aids e rede básica: uma integração necessária e Adesão da teoria à prática, experiências bem sucedidas no Estado de São Paulo. Prevenção das DST/aids em Adolescentes e Jovens: Brochuras de Referência para os Profissionais de Saúde, organizado por Teo Weingrill Araújo e Gabriela Calazans. Anfiteatro do Centro de Referência e Treinamento DST/Aids (Rua Santa Cruz, 81, Vila Mariana), às 10h.


03/12 - II Encontro dos Centros de Testagem e Aconselhamento do Estado de São Paulo. O encontro tem como objetivos compartilhar os achados da pesquisa “Diagnóstico Situacional dos CTA do Brasil” com enfoque no perfil dos CTA do estado de São Paulo. O evento será realizado no Hotel Lorena Flat, São Paulo às 9h00. O evento vai até 5 de dezembro.

05/12 - Oficina de capacitação de DST e aids para grupos religiosos. O encontro tem por objetivo fornecer informações, subsídios e sugestões que possam ajudar lideranças religiosas no desenvolvimento de ações preventivas e de solidariedade para com pessoas que vivem e convivem com aids. Entre os temas a serem discutidos estão o cotidiano do portador de HI/aids, o direito reprodutivo da mulher portadora, dificuldades de adesão, associação medicamentosa e ervas, parceiros discordantes, e informações sobre hepatite B, C e sífilis. Participarão da atividade representantes de religiões de matriz africana, igrejas evangélicas históricas, neopentecostais, espírias kardecistas e católicos. Até 7 de dezembro, de 9h00 às 17h00, Hotel San Raphael (Largo do Arouche, 150).


Apresentação cultural é destaque em Jaguariúna
O dia 1º de dezembro será marcado por pedágio na praça central da cidade e o encerramento (02/12) acontece no Rock Festival, com ações voltadas para prevenção e diagnóstico do HIV.
26 a 30/11/2007 – Distribuição de panfletos e aconselhamento nas unidades básicas de saúde
01/12/2007 – Realização de pedágio na praça central da cidade
02/12/2007 – Participação no Rock Festival de Jaguariúna, com aconselhamento e teste rápido para HIV, distribuição de panfletos e preservativos.

Rio de Janeiro
ONG Childhope
A ONG Childhope Brasil participa das atividades relativas ao Dia Mundial de Luta Contra a Aids no Rio de Janeiro, com apresentações de teatro e hip-hop. Os eventos ocorrerão a partir das 18h do dia 30 de novembro à 01h do dia 1º de dezembro de 2007, na Lapa - Rio de Janeiro, RJ.


Pela Vidda
A Organização não-governamental Pela Vidda de Niterói(RJ) tem programação com show, treinamentos, oficinas, palestras, convivência e ações de prevenção pela passagem do Dia Mundial de Luta Contra a Aids.
30/11 - Mesa com a psicóloga Leila Chagas sobre o trabalho do Pela Vidda Niterói junto a crianças e jovens na Escola de Serviço Social da UFF, no Bloco E, auditório do 4º Andar, Gragoatá, às 11h .


30/11 – Tribuna Livre Especial, momento de convivência e debate sobre o tema aids, das 18 às 19h, na sede da entidade. Logo após, os voluntários do Pela Vidda vão para o Rio, na Lapa, para participarem da manifestação organizada pelo Fórum de Ongs/Aids do RJ pela passagem do Dia Mundial de Luta Contra a Aids.


01/12 - Ato Público “Todos convivem com a Aids - 1 de Dezembro dia de Luta e de Solidariedade” , organizado pelo Grupo Pela Vidda/RJ, no calçadão do Posto 2 da Praia de Copacabana das 11:00 às 13:00h, no Rio de Janeiro;


Governo Federal
01/12 – Monumento do Corcovado, das 16 às 18 horas
Instalação do Laço da Solidariedade e Celebração do Dia Mundial de Luta Contra a Aids no Santuário Cristo Redentor, manifestações artísticas e religiosas, além da presença de autoridades dos governos municipal, estadual e federal. Organizado pelo Programa Nacional de DST e Aids do Ministério da Saúde, Programas Estadual e Municipal de DST e Aids do Rio de Janeiro e Arquidiocese do Rio de Janeiro.


Rio Grande do Sul
Saúde desenvolve campanha de prevenção à aids


A Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul lançou uma nova campanha de prevenção da aids, promovida pela Secretaria da Saúde com a produção da agência Escala, que usa a camisinha como elemento central.


01/12 - Atividade será desenvolvida no Parcão, a partir das 10h. A campanha será veiculada em emissoras de rádios da capital e do interior, que deslocarão unidades móveis, entrevistando os ouvintes e distribuindo camisinhas e adesivos, alertando para a importância da prevenção. Os preservativos também serão distribuídos em hospitais, postos, e outros locais onde sejam prestados serviços de saúde.


Goiás
Peça teatral fala dos conflitos de cinco adolescentes
A Fundação Otavinho Arantes lança no dia 30/11 a peça “Papo calcinha”, que faz parte do livro “Aids e Teatro”. A autoria é de Alessandra Cifali e a direção de Hamilton José Amorim. Mostra o encontro de cinco garotas (Ana Carolina, Brunna, Raphaela, Sara e Thalyta), que criaram um ritual de se encontrar uma vez por semana para colocar em dia conflitos, dúvidas, incertezas e compartilhar conhecimentos a respeito do universo feminino.


Programação
30/11 – Peça “Papo Calcinha”
Local: Teatro Inacabado – Av. Anhangüera, 7.030 (perto do Lago das Rosas)
Horário: 9 h às 15 h
1º/12 – Peça “Papo Calcinha”
Local: Teatro Inacabado – Av. Anhangüera, 7.030 (perto do Lago das Rosas)
Horário: 19 h


Distrito Federal


No dia 30/11, das 9h às 17h, a Cidade Estrutural terá aconselhamento em DST/Aids e hepatites virais, além da oferta de exames para HIV, realizados pelo Laboratório Central da SES/DF e teste rápido para hepatites virais. No 1º/12, na Torre de TV, haverá a formação de um laço humano, com a participação de 300 estudantes do Ensino Médio de Escolas Públicas do DF e outros membros da comunidade em geral.


30/11 – Testagem e aconselhamento na Cidade Estrutral
Aconselhamento em DST/Aids e hepatites virais e, posteriormente, oferta de exames para HIV, realizados pelo Laboratório Central da SES/DF e teste rápido para hepatites virais.


1º/12 – Formação de laço humano na Torre de TV
Hora: 9h
Formação de laço humano com a participação de 300 estudantes do ensino médio de escolas públicas do DF e outros membros da comunidade em geral. Exposição de trabalhos manuais, artísticos e de prevenção em tendas de organizações não-governamentais.

Bahia
Distritos sanitários de Salvador fazem ações de prevenção, diagnóstico e assistência


30/11 – Caminhada
Local: 19 BC no Cabula
1º/12 – Feira de Saúde na Praça
Local: Praça de Cosme de Farias, Brotas
1º/12 – Sala de espera, distribuição de materiais educativos, de preservativos, caminhada, exibição de filme educativo, atividades culturais (teatro, dança e mímica)
Local: Cajazeiras
03 a 07/12 – Atividades individuais de assistência aos adolescentes da Fundação Cidade Mãe
Local: Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA/COAS), Itapagipe

Pernambuco
Banner de 15 metros é instalado no alto da Sé de Olinda
Banner de 15 metros está instalado no Alto da Sé de Olinda para mostrar a solidariedade às pessoas que vivem com HIV. Na programação estão previstas a realização de duas oficinas de prevenção para adolescentes e jovens, além da distribuição de preservativos e material educativo. No sábado, 1º/12, a última atividade é o show de lançamento do CD “Conquistas de Olinda na Prevenção das DST/Aids“. A idéia é aproveitar a cultura popular para levar ao povo campanhas de prevenção voltadas para a saúde.

30/11 – Distribuição de preservativos e material educativo
Local: Praça Maxambomba, Carmo
Hora: 6h30
Na ocasião também haverá a apresentação de jovens percussionistas do Grupo Alternativo Baldes e Latas
1º/12 – Show de lançamento do CD “Conquistas de Olinda na Prevenção das DST/Aids”
Local: Pátio da feira do bairro de Peixinhos

* Fonte: Agência de Notícias da AIDS

Rebeka Holanda