Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

Israel vai resumir ataques terroristas

Depois do massacre de 54 civis no Domingo na vila de Qana, Líbano, em mais um acto terrorista perpetrado pelo Estado de Israel, a onda de choque e pavor reverberando na comunidade internacional foi tão intenso que Tel Aviv teve de relutantemente aceder a um cessar-fogo temporário de 48 horas para que comboios humanitários pudessem chegar aos necessitados e para que possa ser iniciado um processo de averiguação deste crime de guerra.

Enquanto a ONU debate os termos de uma Resolução para instalar um cessar-fogo imediato, Israel declara que o cessar-fogo é apenas de 48 horas e que não está preparado a terminar a ofensiva até que Hezbollah seja desarmado. O Ministro de Defesa Amir Peretz disse hoje que Israel vai “expandir e fortalecer o seu ataque”.

Com Israel a destruir para sempre a sua já muito gasta imagem pública, aparece na comunidade internacional um consenso da necessidade de uma força multinacional de paz, enquanto o exército libanês impõe sua autoridade sobre a região sul do país.

Condoleeza Rice, Secretária de estado dos EUA, declarou na Segunda-feira que está optimista acerca da possibilidade de instalar um cessar-fogo ainda esta semana. Optimista foi também a palavra utilizada por Tony Blair, que apelou este fim de semana para “o máximo de constrangimento e o máximo de pressão” sobre o CS da ONU para formular uma Resolução para terminar a violência urgentemente.

Timofei BYELO

PRAVDA.Ru

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter