Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

Tia Eron: sim, sim; não, não

Tia Eron: sim, sim; não, não

O voto da deputada Tia Eron (Eronildes Vasconcelos Carvalho, PRB-BA) pela admissibilidade do impeachment da presidenta Dilma foi um dos que registrei em vídeo especial. Nesse vídeo, pode-se observar o quanto essa deputada deve estar presa aos esquemas de Eduardo Cunha e de Marcos Pereira, presidente do seu partido.

Fernando Soares Campos

 

Tia Eron dirá "NÃO! NÃO! NÃO!" à cassação de Cunha, "muito honrada", como gritou "SIM! SIM! SIM!" a favor do golpe contra a presidenta Dilma?


O voto da deputada Tia Eron (Eronildes Vasconcelos Carvalho, PRB-BA) pela admissibilidade do impeachment da presidenta Dilma foi um dos que registrei em vídeo especial. Nesse vídeo, pode-se observar o quanto essa deputada deve estar presa aos esquemas de Eduardo Cunha e de Marcos Pereira, presidente do seu partido. Ela pode ser a "tábua de salvação" de Cunha no Conselho de Ética da Câmara,

Revista Época

FLÁVIA TAVARES - 10/06/2016

A mera existência de Tia Eron como membro do Conselho de Ética é obra de Cunha. Em abril, ela foi escolhida pelo PRB, partido apaniguado de Cunha, para substituir Fausto Pinato, que mudou de legenda e devolveu a vaga no Conselho. Tia Eron é afilhada de Marcos Pereira, presidente do PRB e ministro da Indústria, Comércio e Serviços do governo provisório de Michel Temer. Pereira encontrara-se na véspera com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e saíra de lá com a missão de convencer Tia Eron a salvar Cunha. Não que ela precisasse de tanta recomendação. Tia Eron também é chegada de Cunha. Não só pela afinidade evangélica. Ela já passeou de jatinho com o acusado que agora deve julgar, fez selfies, elogiou sua gestão à frente da Casa... Agora, cabe a ela o voto que pode empatar a recomendação pela cassação do peemedebista. Se ela votar pela cassação, o placar fica 10 a 10 - sim, dez parlamentares ainda defendem Cunha abertamente - e o voto de minerva fica com o presidente do Conselho, deputado José Carlos Araújo, declaradamente pró-cassação. Se ela votar contra a cassação, o placar fica em 11 a 9. Dois resultados podem vir daí: Cunha pode ser suspenso por 90 dias, como sugeriu em voto separado o deputado João Bacelar, ou Cunha se livra do processo no Conselho de Ética. Cadê Tia Eron?

Leia mais: 

Entre os políticos, Tia Eron foi uma das que mais se utilizaram dos programas sociais implementados pelos governos Lula e Dilma, elogiava e incentivava tudo, principalmente o microcrédito, para o qual ela até apresentou lei especial beneficiando as mulheres responsáveis pelo núcleo familiar. É uma boa medida.

Agora Tia Eron escancara a boca e diz que o povo "não quer mais as migalhas do governo federal". Ora, todos sabemos que "essas migalhas", como ela hoje chama, foram assim denominadas pelos seus padrinhos da "casa grande", a quem ela serve, são os que chamavam o Bolsa Família de "bolsa esmola", mas, apesar de não enxergarem a contribuição que esse programa social presta à nação, mentiram o tempo todo dizendo que o manteriam caso vencessem as eleições de 2014, assim como prometem mantê-lo caso a presidenta Dilma venha a ser destituída do cargo. Entretanto, as primeiras medidas tomadas pelo governo provisório sinalizam exatamente o contrário. 

 

Numa só canetada

 

"Sim, é verdade. Eles têm falado muito em cortar benefícios. Com o Bolsa Família, falam de cortar de 10% a 30%. Isso significa de 4,7 milhões até 13 milhões de pessoas. Veja, eles falaram até em deixar só 5% das pessoas, ou seja, só 10 milhões de pessoas no Bolsa Família. Sabe o que isso significa, iriam tirar 36 milhões de pessoas do Bolsa Família numa canetada só", disse a presidenta Dilma.

 

Tia Eron não tem vontade própria, ela está presa aos esquemas de Cunha e seus comparsas.

 

Encerrei o vídeo dizendo: "Ponte para o Futuro dos Filhos das Marisqueiras", em referência a um programa social proposto por Tia Eron. Triste futuro, se o golpe se confirmar no Senado.

 

Assista ao vídeo e acompanhe as legendas e textos que inseri...

AQUI: 

 

Ilustração: AIPC - Atrocious International Piracy of Cartoon