Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

21 até 28 de Agosto abertura de 31º Festival Internacional de Folclore de Caruaru

É para salientar mesmo. A famosa jornalista caruaruense Iris Alacoque e os Diretores da revista Moda Agreste dessa cidade, Aguinailson e Josilene Medeiros, além de divulgar com extremo profissionalismo essa conhecida publicação na FEBRATEX de Blumenau, já no encerramento do evento tiveram alguns minutos no estande da revista sob pedido do Diretor do programa da tevê uruguaia «Via Aérea» para divulgar a 31ª Edição do Festival Internacional de Folclore de Caruaru. Isso aí é amor pela camisa e o povo caruaruense precisa saber.

O repórter Daniel Bianchi e a camerinha da Martha Denis vão refletir os comentários dos caruaruenses na telinha uruguaia e o povão dessa cidade pode verificar pela net mergulhando no site do canal aberto oficial TNU.

A trigésima primeira edição do Festival Internacional de Folclore de Caruaru acontece em paralelo com a 5ª. Feira de Negócios do Artesanato de Pernambuco sendo um grande encontro de grupos folclóricos vindos de todas partes e uma oportunidade ímpar para os artesãos dessa região de evoluir nesse ambiente que na grande maioria dos casos exprime herança da gema.

O 31º Festival Internacional de Folclore de Caruaru (FIFOLC) e a 5ª Feira de Negócios do Artesanato de Pernambuco (FENEAPE), acontecerão em Caruaru no período de 21 a 28 de agosto de 2010, no Pólo Cultural de Caruaru, abrangendo uma área de 5.000 m².

Com a participação de grupos de danças folclóricas e artesãos nacionais e internacionais, visa-se à salvaguarda da cultura tradicional e popular, contribuindo para a conservação e a promoção da arte tradicional popular e imaterial, a melhoria da qualidade artística de grupos e artesãos.

Além do aspecto cultural e educativo o FIFOLC tornou-se um ponto de encontro obrigatório de bailarinos, coreógrafos, músicos, artesãos e admiradores da cultura popular e tradicional.

O Festival Internacional de Folclore de Caruaru e a Feira de Negócios do Artesanato de Pernambuco têm um papel importante no fortalecimento da economia e da cultura no Estado de Pernambuco, especialmente nas ações planejadas de articulação com os agentes econômicos e criativos, mobilizando e tornando possível a mediação dos interesses econômicos e dos agentes culturais em um ambiente favorável ao desenvolvimento sócio econômico, cultural, e turístico, ampliando o potencial de sustentabilidade com a inclusão ao consumo de bens culturais.

Considerando que a cultura tradicional e popular forma parte do patrimônio universal da humanidade, sendo um poderoso meio de união entre os povos e grupos sociais, verificando sua forte contribuição na afirmação da uma identidade cultural e sua importância social e econômica como agente transformador de realidades muitas vezes precárias, em que vivem inúmeras comunidades no Brasil e no mundo.

Pela sua abrangência e contribuição o 31º FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE DE CARUARU objetiva:

Fomentar a geração de renda familiar, resultando em benefícios artísticos e econômicos para a região;

Promover o intercâmbio cultural entre grupos e instituições interessadas na tradução da criatividade intelectual individual e coletiva;

Incentivar o conhecimento de outras culturas para crianças e adolescentes das comunidades locais e circunvizinhas;

Investir na cultura e turismo como meio de sustentabilidade, para garantia da conservação dos bens culturais e da geração de renda;

Oferecer espaço para artesãos e artistas locais divulgarem seus trabalhos.

A 5ª Feira de Negócios do Artesanato de Pernambuco, transformou-se em uma feira de negócios do artesanato, voltada para os segmentos empresariais e comerciais. Sendo assim, participar da FENEAPE é mostrar o seu produto na melhor vitrine do artesanato brasileiro, a qual oferece as melhores perspectivas de negócios do setor.

Um dos principais objetivos da FENEAPE é estimular o espírito empreendedor nos artesãos, incentivar o aumento da produção e transformá-la numa grande fonte de renda, estimular a arte do artesanato que passa de pais para filhos no trançado da palha, dos brinquedos e esculturas em madeira, bonecas de pano, dos bordados a cerâmica além de inúmeros exemplos de herança familiar na história da arte artesanal do país. Graças a essa herança, o artesanato não sucumbiu nos tempos de modernidade.

Com produtos manipulados através de técnicas transmitidas de pai para filho, o artesanato brasileiro é a forma de expressão mais usual de uma população que lida diariamente com matérias primas simples e as transforma em verdadeiras obras de arte, além de gerar oportunidades para que produtos artesanais com conteúdo sócio ambiental cheguem aos mercados varejista, atacadista, corporativo e externo, mediante ações que promovam seu desenvolvimento, valorização, exposição, divulgação, marketing e comercialização, agregando valor às matérias primas utilizadas, a comercialização e a valorização da auto estima do artesão. A poiar a produção artesanal, transmitindo conhecimento técnico, aprimorando a produção e o designer com o objetivo de agregar a comercialização e a valorização do artesão.

Durante a feira haverá oficinas para que a comunidade possa aperfeiçoar sua capacidade de comercialização, como fazer artesanato, fomento à exportação e estímulo à troca de experiências entre artesãos brasileiros e de outros países.

As oficinas de capacitação têm como foco principal a dificuldade na cadeia produtiva do artesão para a comercialização de seus produtos, discutirem soluções conjuntas que façam a diferença, a partir da ação de forma integrada de todo o setor em consonância com o desenvolvimento sustentável.

Conta com a montagem de 80 estandes especialmente projetados para este fim, onde é possível mostrar ao grande público a produção de artesãos locais, nacionais e internacionais. Contribuindo para a criação de novas oportunidades de negócios, consumo dos bens culturais e a criação de empregos temporários e fixos na cidade e região além da promoção do lazer e da cultura.

Oferece cursos e palestras com diversas técnicas de produção artesanal. Esses cursos abrangem trabalhos como: barro, reciclagem, arte em retalhos, pintura, confecção de fuxico, papel machê, dentre outros.

Oportuniza o artesão de estar frente a frente com os compradores de artesanato. Portanto, divulgando e vendendo seu produto e ampliando sua visão de mercado, aumentando assim sua oportunidade de venda e promovendo sua cidade.

Buscando novas formas para atrair nosso público alvo, em 2010 desenvolverá o tema “BRINCANDO DE FAZER ARTE”, com a participação de jovens filhos de artesãos que irão dar continuidade a atividade artesanal familiar, além de exposição de brinquedos populares, sendo um dos pontos a decoração utilizando materiais recicláveis como jornal, garrafas de plástico, latinhas de alumínio entre outros, para mostrar as peças artesanais criadas a partir de materiais quase sempre descartados.

O artesanato é fonte de emprego e renda e contribui com a movimentação da produção artesanal tendo destaque especial na Feira de Negócios do Artesanato de Pernambuco, é uma das atrações do Festival Internacional de Folclore de Caruaru.

Durante a realização do evento, serão desenvolvidas atividades de capacitação profissional e gestão de negócios por meio de oficinas. A comercialização de produtos é estimulada na área de exposição.

A importância de fomentar a geração de renda familiar. No aspecto social, visa o desenvolvimento pessoal, social e comunitário. Economicamente, investe em novas formas de desenvolvimento, principalmente, aliado ao bem estar das populações locais e a sustentabilidade, como garantia da conservação dos bens culturais e da geração de renda.

A Feira de Negócios do Artesanato e o Festival Internacional de Folclore, tem um papel importante no fortalecimento da economia e da cultura do Estado de Pernambuco, ampliando o potencial de sustentabilidade com a inclusão ao consumo de bens culturais.

O retorno financeiro em arrecadação e em incremento do comércio por si só justificará o investimento destinado aos eventos. Entretanto as maiores possibilidades de transformação induzidas pelo turismo cultural estarão no campo social de forma sustentável no envolvimento econômico efetivo das comunidades locais através do patrimônio cultural.

As vantagens da realização detalham-se á seguir:

Criar novas oportunidades de negócios para os artesãos;

Motivar o consumo dos bens culturais da região;

Contribuir para o desenvolvimento turístico da região;

Promover o lazer conjugado à cultura para a população em geral.

Integrar várias culturas e manifestações artísticas distintas: música, dança, poesia, e artesanato.

FOLCLORE NA EDUCAÇÃO – BRINCANDO COM ARTE

Os alunos da rede pública e particular de ensino de Caruaru e cidades circunvizinhas participam do projeto sobre sustentabilidade e é destinado aos alunos da 1ª a 9ª série do ensino fundamental, com apoio da Secretaria de Educação de Caruaru.


O objetivo da atividade é levar à construção de novos conhecimentos disciplinares. Em seguida, os alunos com novas orientações teóricas vão levar essa questão para suas comunidades onde serão multiplicadores do projeto Folclore na Educação Brincando com Arte.

As unidades de ensino, durante toda a execução do projeto, os professores trabalharam em sala de aula a temática em cada disciplina, proporcionando aos estudantes as novas formas de lidar com a sustentabilidade.

Os estudantes que participaram do projeto poderão modificar seus comportamentos, principalmente, colaborando com a solução de todos os problemas que afetam o meio ambiente e a qualidade de vida das pessoas que estão interligadas e cada um pode contribuir para mudar essa situação, além de ter um papel importante no fortalecimento da economia e da cultura do Estado de Pernambuco, ampliando o potencial de sustentabilidade com a inclusão ao consumo de bens culturais.

Os grupos de danças folclóricas nacionais e internacionais, durante todo o dia, realizam um trabalho de cunho educativo com a juventude no programa “Folclore na Educação” com atividade junto às escolas da rede pública e particular de ensino de Caruaru e cidades circunvizinhas.

BRINCANDO COM ARTE, resgata as antigas brincadeiras infantis e populares, traz a crianças e adultos dos dias de hoje, o encanto e a magia contidos em jogos lúdicos, brincados por antigas gerações, nos quais movimento, observação, palavra e música assumem um importante papel na formação de um indivíduo mais criativo e participativo.

Oprojeto está dividido em três momentos: palestra com teatro virtual; exposição de brinquedos populares, oficinas de reciclagem onde as crianças aprendem a criar brinquedos a partir de materiais reciclados.

Haverá Ateneu Poético que tem como objetivo a valorização e divulgação da poesia popular, mostrando a importância da leitura, vozes dos autores, na apresentação do talento de violeiros, cordelistas, cantadores, declamadores, emboladores, que num clima de amizade resgata o costume da apresentação literária, com apoio da Academia de Cordel de Caruaru.

Diversas modalidades literárias, com suas diferentes gerações de poetas, transformam a leitura e a cantoria. Mostra a nossa diversidade cultural em um momento especial de reconhecimento do artista popular, num encontro que propaga, socializa e abre novas portas para nossa poesia nos cinco continentes.

Justifica-se pela necessidade latente existente principalmente no meio educacional entre professores e alunos no sentido de desencadear estudos, pesquisas e vivências da tradição do folclore, como proposta didática e pedagógica de divulgação da poesia popular.

Quanto ao público alvo, o evento é oferecido gratuitamente. Tendo uma estimativa de público em torno de 100.000 pessoas, entre alunos de diversas faixas etárias, público de todos os níveis sociais de Caruaru e cidades circunvizinha e turistas.

Aliás, a programação geral é a seguinte:

Exposição e venda de objetos artesanais.

Folclore na Educação - Brincando com Arte.

Animação Folclórica.

Ateneu Poético.

Desfile de grupos de danças no centro da cidade.

Missa na Catedral

Oficina de danças.

Oficina de artesanato.

Palestras.

Para obter maiores informações entrar em contato com o Centro de Cultura Popular Luisa Maciel – Secção Nacional do Brasil CIOFF na Rua Rodrigues de Abreu, 203, no bairro Maurício de Nassau, Caruaru – Pernambuco. CEP 55 014 – 250 ou pelo telefone ++ 55 81 3723 8823 e veiculizando correio eletrônicos nas caixas: cioffbrasil@maciel.med.br e socorro@maciel.med.br

Site: www.festivaldecaruaru.com

Falar com: Socorro Maciel – Presidente CIOFF Brasil – Diretora Executiva do Evento. Celular: ++ 55 81 9993 6866

Promoção e realização: Centro de Cultura Popular Luisa Maciel – Secção Nacional do Brasil CIOFF

Site TNU – Televisão Nacional Uruguai – www.tnu.com.uy

Site Revista Moda Agreste de Caruaru – Pernambuco – www.modaagreste.com.br

Fotos:

1 – Iris Alacoque e repórter uruguaio Daniel Bianchi

2 – Josilene Medeiros- Diretora Administrativa, Aguinailson Medeiro, Diretor Executivo e Daniel Bianchi – repórter.

Gustavo ESPIÑEIRA

URUGUAY