Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

Saúde distribui 600 mil Camisinhas no Carnaval

Seiscentas mil camisinhas serão distribuídas pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) no Carnaval das Copas da Prefeitura de Campinas. O objetivo é promover e estimular o uso de preservativos em todas as relações sexuais para prevenir a aids, outras doenças sexualmente transmissíveis e ainda uma possível gravidez indesejada. O Ministério da Saúde recomenda que a campanha do Carnaval 2010 seja dirigida a todos, mas com enfoque preferencial às mulheres jovens e jovens gays.

A distribuição ficará a cargo de cerca de quarenta profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) de Campinas, com orientação de técnicos do Programa Municipal de DST/Aids. Além de camisinhas, a Secretaria da Saúde oferecerá material informativo sobre a aids e outras doenças. A distribuição será realizada em diferentes pontos da Avenida do Samba (Avenida Rui de Almeida Barbosa, na saída do Túnel Joá Penteado).

Na Avenida do Samba a distribuição começa na sexta-feira, dia 12 de fevereiro de 2010 e será realizada nos outros quatro dias de desfile, sempre após as 19h. A médica infectologista Cláudia Barros Bernardi, coordenadora do Programa de DST/Aids, explica que as ações têm como objetivo promover o “marketing social” do preservativo. “Ou seja, dar visibilidade para que as pessoas se lembrem da importância de usar a camisinha”, disse a médica. As ações de prevenção à aids estão relacionadas à campanhas nacional “Vista-se! Use sempre camisinha”, do Ministério da Saúde.

De acordo com a coordenação do Programa DST/Aids, a distribuição de preservativos terá apoio da organização não-governamental Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids (RNP+), entidade parceira da Secretaria da Saúde.

A coordenadora do Programa DST/Aids explica que as ações de prevenção à aids e outras doenças sexualmente transmissíveis são realizadas durante o ano todo no SUS Campinas, por meio da rede pública municipal. “Qualquer pessoa pode procurar os Centros de Saúde, onde deverá ter acesso aos preservativos e às informações”, disse Cláudia.

Para saber mais sobre aids, camisinhas e ainda sobre o teste de HIV, gratuito, anônimo e com diagnóstico rápido, a população pode procurar o Centro de Referência em DST/Aids, que além de oferecer tratamento às pessoas que vivem com HIV/Aids, realiza o teste gratuito de HIV por meio de um Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). Campinas possui dois CTAs. Um fica no Centro, na rua Regente Feijó, 637, telefone 3236 - 3711, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. O outro é o CTA Ouro Verde, dentro do Complexo Hospitalar Ouro Verde (Avenida Rui Rodrigues, 3434, telefone 3226 - 7475), também de segunda a sexta, das 7h às 19h.

Eli Fernandes