Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

STP: Divisões no Governo

22.05.2006-pravda.ru-(S.Tomé) O partido de convergência democrática, PCD acusou esta terça-feira a oposição de estar a provocar divisões no seio da coligação com o MDFM/PL. É a reação a notícia publicada na penúltima edição do semanário “Equador” com o título “Entre o Apoio à Fradique de Menezes e a sua Sobrevivência PCD Luta pela Permanência no Poder.” O jornal também não foi poupado pelo partido de Leonel Mário D´Alva.

A notícia que fez manchete na penúltima edição do semanário “equador” criou um mal-estar no seio dos convergentes democráticos. Através de uma nota de imprensa o partido de Leonel Mário D´Alva repudia a notícia e acusa a oposição de tentar provocar divisões no seio da coligação que o partido mantém com o MDFM/PL.

PCD sublinha que sempre defendeu os princípios democráticos e não a opinião individualista do semanário “Equador”.

Reitera os princípios que estiveram na base da coligação com o MDFM/PL enquanto condição fundamental para a resolução dos graves problemas com que se confronta S.Tomé e Príncipe e considera de abusiva a idéia de que o estabelecimento de relações entre os dois partidos tenha ocorrido por razões financeiras conforme salienta o jornal.

Segundo ainda o PCD a oposição num contexto de previsível derrota nas próximas presidenciais procura diminuir as vantagens da coligação nesse acto, mas não deve fazê-lo através de invenções descabidas.

Saliente-se que o jornal sublinha que “com as eleições marcadas e a pré-campanha iniciar-se com a oficialização das possíveis candidaturas, tudo aponta que a escolha do PCD poderá ser mais um «teste de sobrevivência» face ao baixo desempenho que vem tendo desde que perdeu as eleições legislativas de 1994”.

Suahills Dendê

Pravda.ru

STP