Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

30 horas de drama em SP: Homem mata a amante e se suicida

28.10.2006
 
30 horas de drama em SP: Homem mata a amante e se suicida


Foram 30 horas de drama. O caso começou na madrugada de sexta-feira (27), por volta de 0h30, e só terminou às 6h30 deste sábado (28). Um comerciante que mantinha em refens a própria mulher e uma suposta amante gravida matou a tiro sua esposa e depois se suicidou com outro tiro, comunica Globo.

Gilberto Gomes de Lima, de 42 anos reagiu à invasão do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), que atacou sua casa em Guaianazes, na Zona Leste de São Paulo onde foram prendidas por ele  a própria mulher, identificada como Gilvanete da Silva Lima, 37, e a amante grávida de dois meses, Andréia Pereira Santos, 30.

Segundo a Polícia Militar (PM), Lima, ao ver os soldados acertou Andréia com um tiro no pescoço e em seguida se matou, voltando o revólver contra a própria cabeça. Não houve tempo para os soldados interferirem.

Sua mulher, Gilvanete, deixou o imóvel andando, mas com o rosto coberto. Não se pôde notar se ela estava ferida, embora tenha sido levada para atendimento médico no Pronto-Socorro do Hospital de Guaianazes.

Lima não vinha acenando com a possibilidade de aceitar qualquer negociação como havia prometido e permanecia irredutível em soltar as duas mulheres, com as quais mantinha relacionamento amoroso. Durante a madrugada, ele chegou a exigir uma pizza “portuguesa” aos agentes do Gate para passar o restante da noite.

O caso mobilizou 60 soldados em 20 carros diferentes da PM, além de uma retroescavadeira, uma ambulância, uma equipe do Corpo de Bombeiros, a imprensa e pelo menos 200 curiosos na Rua Arroio do Pirajuí.
A confusão teve início quando a suposta amante do comerciante, Andréia, foi ao local, segundo testemunhas e amigas, para contar sobre sua gravidez. O filho não podia ser do marido, Edson, que teria feito uma vasectomia há seis anos. Mas durante a visita, a ex-mulher, Gilvanete, apareceu, surpreendeu o casal e começou uma discussão.

Edson, marido traído de Andréia, foi ao local e tentou forçar a porta da casa, complicando ainda mais a situação. Naquela hora, Lima teria, então, disparado quatro tiros para afugentar o invasor. A PM foi acionada e o comerciante se trancou com as duas mulheres para uma longa negociação que jamais terminaria.

A água e a energia elétrica da casa foram cortadas, e o telefone desviado para um canal do Gate. A estratégia da polícia era a de vencer o comerciante pelo cansaço. Às 13 horas, Lima deu um sinal de que estava esgotado, ao cochilar e disparar acidentalmente um revólver 38. Ninguém se feriu até aquela altura.

Através de escutas, os policiais escutaram Lima falar que estava arrependido e pensava em se entregar durante o dia. Naquele momento, ele fritava três bifes no fogão, provavelmente sua primeira refeição. Na parte da tarde, familiares conversaram com o comerciante, que se mantinha calmo. Mas ele chegou a afirmar que só deixaria o local morto.



Loading. Please wait...

Fotos popular