Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Missionário brasileiro assassinado em Dili

20.11.2006
 
Missionário brasileiro assassinado em Dili

O missionário evangélico brasileiro, Edgar Gonçalves, foi morto no domingo em Díli . Edgar Gonçalves regressava a casa de uma missa , acompanhado da irmã quando foi atingido por três balas , uma das quais no pescoço.

Tudo indica que os brasileiros não eram alvos do tiroteiro. Apenas passaram por um local onde havia um conflito entre os timorenses, comunica Agência Estado.

Porém, segundo Lusa, Gonçalves, foi assassinado após um grupo de jovens ter bloqueado o carro em que o missionário brasileiro se encontrava junto com sua irmã. O pastor Durval Barbosa acrescentou á Lusa que a vítima tentou explicar que não era timorense. “Mas eles não quiseram ouvir e atacaram-no. Faleceu pouco depois", disse. Depois de ter sido ferido, Gonçalves ainda conseguiu conduzir o veículo até uma casa em que residem outros brasileiros, que tentaram levá-lo ao Hospital Nacional. No entanto, devido a barreiras de pneus feitas por grupos de jovens, eles não conseguiram levar o missionário ao hospital. Gonçalves morreu antes de dar entrada na Clínica do Bairro Pite, de acordo com informações da Agência Lusa.


"Era uma pessoa querida que trabalhava muito, que veio para este país para ajudar a trazer a paz para este povo e que foi vítima de pessoas que têm muito ódio dentro de si", lamentou o pastor Durval Barbosa.

A pequena comunidade brasileira de Díli está consternada e em estado de choque. A população brasileira no Timor costumava ser de cerca de 200 pessoas, número que foi reduzido com a saída do Exército Brasileiro, um contingente fixo de 50 militares em 2004. A maior parte é constituída de missionários, católicos e evangélicos. Estes últimos representam a maioria, com cerca de 50 pessoas, conforme a época


Loading. Please wait...

Fotos popular